PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

ERENI - Tema = Libertação (ESPERANÇA)




Ereni Wink
ESPERANÇA



Estou perdida 
Cai num abismo 
Até tentei escalar...
Em vão.
Noite escura...
Dias sem sol...
A herança que tu deixas-te
Mas não importa a dor
Não mais lamento
Não sou descrente
Rangendo os dentes 
Vou superar
E lá no céu
Entre os pássaros
Vou colar minhas asas
Voltar a voar.

Ereni Wink
Florianópolis 25/07/2012 



Nada a Escrever Por Hoje





Orlando Costa Filho




Pelo dia do escritor!!!



Hoje ele não quer queimar pestana
caçar a rima caso ela não venha e pouse
qual borboleta na folha de papel
e correr o risco de perder o rumo
de perder o prumo
de perder o sumo da fruta
de uma paisagem qualquer contemplada...

Hoje quer vinho do bom, a uva
com a qual coadjuva num rubro espetáculo
cenário da língua e céu da boca,
agarrar os cabelos da noite
transbordando lua, quer toda poesia
estampada nos olhos dessa musa.

Se uma idéia se perdeu... pouco importa,
[a vida continua.
O verso de ouro fugiu? Livre que é nem sempre
[aceita o visgo do papel.
Se não voltar, por certo uma prima virá
sabe-se lá quando...

Hoje não quer métrica
nem a ética da estética escrita
mas a poesia profética lunar
a onda que o sonda e lhe molha os pés
a renda da cambraia de mar
– a um só tempo sereno e profundo
a concha na praia uma diva sem saia.

Nada de esculpir frases, ajeitar
palavras argilosas aqui e acolá pra dizer
o seu quase indizível sentimento.
Quer apenas vivenciar
as telas e os estilos do Mestre que
se movem e comovem...

Deu folga ao ego, e diz sem medo:
“hoje me entrego à letargia verborrágica”. Quer
dançar beber fumar trepar dormir
mas nada de escrever...

Eu o entendo, sei como é isso
afinal ele e eu somos um
e portanto estamos incrivelmente
em paz!

ocf


Corpos entrelaçados




Jorge Morais






corpos entrelaçados
de fumo criados
se mostram amados
em fósforos queimados
se esfumaçam no ar
podendo assim criar
um sonho a conjugar
formas a pintar
de um cinza a afoguear
quando o fumo se for
juntamente com a cor
vai-se o calor
prende-se a dor
num desamor
de um simples volutear

jorge morais

Razão





Poeta Dolandmay Walter




Ledor, o que escrevo é você.
Se não sou eu mesmo,
Eu não sou ninguém.
Não me queiras entender
Se não te entendes.
Também sinto no mundo
Tudo o que sentes...
Do mesmo modo as dores
Dos desamores, que todos têm.
Porque são fados,
E são rochas a quebrar.
Nada é ainda próprio
Como dos céus são as estrelas.
Tudo está a amar
Na luz branca que são delas,
O azul te enganas ver
A própria alma que carregas.
Nada tens a compreender
O que seja uma dor.
No profundo dos teus olhos
A tristeza me é luz,
E a solidão, me é amor.
O teu caminho é meu intento,
Os meus versos do além.
O que escrevo é você,
Mas o que lês, sou eu também.

Poeta Dolandmay

LUCINHA SANTOS - Tema = LIBERTAÇÃO



Lucinha Santos
Libertação




Não tinha algemas, nem grades que me prendiam
Era muito pior que isso,
Era uma prisão da alma, do corpo e que
arrebentava o coração
Não tinha portas,
nem janelas,
não tinha luz.
Vivia enclausurada por uma situação,
numa vida sem cor, sem sabor, sem amor
E quanto mais chorava, mais meus olhos fechavam
e mais longe da libertação me encontrava.
Foi quando de repente, num sonho, eu me vi
Em um jardim de flores,
num céu azul, com um sol no rosto
e lá no fundo estava uma pessoa sorrindo pra mim
e sorria e me chamava.
Corri pra lá e me vi, eu mesmo, num espelho.
E pela primeira vez , eu percebi
que oque eu queria, estava ali, dentro de mim
Liberdade nos poros,
sem precisar de asas.
Tomei folego e me lancei, sem medo pra vida, simplesmente
me atirei.
E hoje , liberta de tudo, com asas enormes
com a força que estava em mim, libertei- me
do escuro e consegui, finalmente
a paz pro meu mundo.
lucinha ♥


SIMONE RIBEIRO - Tema = Libertação (LIBERTAR-SE)


Simone Ribeiro
Libertar-se




O que significa esta palavra?
Será que conseguimos entender 
quão ampla é esta palvra?

Ela nos fala de sermos livres....
Falar o que entendermos
e pensarmos....

Sermos nós....

Liberdade vem sendo buscada há muito tempo!

A humanidade a busca...
Guerras foram travadas por ela...
Em nome dela!

Pessoas foram feitas escravas pela liberdade de outros....

Complexo demais poder definir tamanho senso moral....

Hoje, nós mulheres ainda a buscamos....

Queremos a oportunidade de sermos mulheres....
Livres de tabus e preconceitos...
Apenas podermos viver a nossa existência....

Negros procuram apenas o seu direito de ser livre e respeitado....

Portadores de deficiências físicas e mentais...
Procuram a liberdade de ser como são....
E que os respeitem....

Aos homens?
Poder amar....
Viver...
E ser feliz da maneira que escolher...
E lhe convier....
Feliz ao lado do ser que ama....

Libertação? Quando?
Quando não houver mais esse sentimento maligno no ser humano...
Qual? Maldade....


LUCINHA SANTOS - Foto = VOA PASSARINHO



Lucinha Santos
Voa passarinho




Passarinho na gaiola, não canta.... chora
Abri a porta...
voa passarinho, vai embora
Vai abre as asas
e cruza sem medo
o imenso azul desse céu.
E vai pousar aonde quiser
a procura de um amor
E ai canta contente
e mostra seu canto que embeleza o mundo
E faça quem te libertou feliz
Pois passarinho na gaiola, não canta... chora
e choro também passarinho pois 
tenho pena de quem te aprisionou
pois esse não sabe e nunca saberá oque é amor.

Lucinha ♥


SALETE - Tema = Libertação (VOA, VOA, CORAÇÃO)


Maria Salete Ariozi
Voa..Voa...Coração




Voa..Voa..Coração para bem longe,
Ignore 
Tudo a sua volta, sem olhar para trás
Não deixando mudar 
Tua escolha.
Saia em busca do que você tanto 
Sonha, nesta liberdade que nada te
Afronte e ouça todos os cantos
Que te faça sorrir.

Voa..Voa..Coração para bem longe,
Daquilo
Tudo que já foi pranto, 
Libere todos os sons que são mais
Que um simples toc..toc.. 
Agora já batendo mais forte, 
Entrando no compasso do encontro
Daquilo tudo que é lindo e
Faz bem em sentir.

Voa..Voa Coração para bem longe 
Amigo,
Sem desperdiço de tempo, 
Busque correndo ainda há tempo
O encantamento que te espera.
Daquilo que a muito você não sente
Só deixava toda essa amargura em ti
Tomar conta.

Voa..Voa..Coração para muito além
Querido,
Até que alcance os braços da nova 
Paixão que te espera...
Deixa tudo florescer na primavera 
Longe desta prisão que só 
Castiga e te deixa sempre em 
Espera...

Voa..Voa ..Coração para bem longe!

((Salete))-Julho-2012

SALETE - Foto = INSANA



Maria Salete Ariozi
Insana



Lanço-me solta ao vento
Envolta por pensamentos 
Que além do querer que seduz
Coloca-me em liberdade
Num espaço trazendo você...

Sentimentos diversos
Invade-me intensos num relance 
Sentindo incendiar meu corpo 
Arremessando-me por engano
Através da mente que mente... 

Somente penso, querendo jogar-me 
Por inteiro nas asas desta loucura
Crua que envolve desejos 
De uma boca quente e insana
Que te chama...

Sou inteira sua intensa e nua 
Corpo ardente desta sua procura
Ao encontro perdido da mente
Que clama hoje encontrar
Por tuas chamas...

((Salete))-Julho-2012

JOSÉ CARLOS - Tema = Libertação (AMOR E LIBERDADE)




Jose Carlos Silva
Amor e liberdade


Coração encarcerado
Procura um pouco de liberdade
No olhar de uma mulher.

Amor prisioneiro
Procura um pouco de amizade
Mas palavras de uma alma.

Liberdade um sonho d'evasão 
Suspeito a doce paixão
Acorrentado au silêncio da sua tristeza
Viver sem o sentimento de raiva
Com amor e liberdade.

Ser julgado e reconhecer seus erros
Para ter direito a um pouco de felicidade
Quando tocar a hora da sentença
Amor e liberdade será sua única libertação.

Coração condenado em detenção
Procura um pouco d'evasão
Nos olhos de uma criança.

Amor acorrentado solidão
Procura uma outra atitude
No sentido que o vento vai.

Liberdade uma palavra que escrevemos nos muros
Um doce sonho compartilhado num sussurro
Para se livrar da sua tristeza 
E de se escapar no horizonte.

Para viver libre e sem ser prejudicado
Ter o direito ó sorriso da amizade
Para que o sonho e o amor
Retome vida um dia..

J.C.

BASILINA - Foto = ASAS




Basilina Divina Pereira
ASAS




Não deixam rastros,

mas fazem uma diferença!
Quem disse que não temos asas
nunca brincou entre as nuvens,
não competiu com as estrelas numa linda noite de luar
nem fez da poesia o seu santuário de fantasias,
onde as letras são só o começo
de um bailado singular.
Em minhas alças
as palavras têm cores, as ideias tem pés e cabeças,
a minha vontade não tem fronteiras
e o horizonte é sempre um ponto além...
além do limite de hoje.

Basilina Pereira

CLAUDIO - Tema = Libertação (TORTURA)




Claudio Caldas Faria
Tortura



Sinto meu corpo tremular

Sob choques de sentimentos
Aumenta a dor e o momento
Na esperança de tudo terminar
Choro lágrimas de sangue
Meu suor não é só dor
Ouço a cadeira que range
Sob o peso do amor;
Caio na imensidão da tranquilidade
Esperando algo acontecer,
Mas vejo apenas vaidade
Dos que possuem o poder.
Água fria em meus olhos ardentes
Palmatórias em minhas mãos
Alicates em meus dentes
E cansaço na razão.

Volto a perder os sentidos
E nada mais me fará voltar
Só possuo uma vantagem
Virão outros em meu lugar


Claudio Caldas Faria
in "Ecos e Reflexos"
escrito na década de 1970




SALETE - Foto = Haikai










ERENI - Tema = Libertação (LIBERDADE)




Ereni Wink
Liberdade




Deitados na relva

Assim ficamos lado a lado
Corpos suados 
Dedos entrelaçados
Sorriso estampado no rosto
Pela liberdade conquistada
No coração...
A leveza dos apaixonados
No céu...
Pássaros voando livres
Como se escrevessem
Assim quero viver
Assim quero adormecer
Sob esse céu 
Azul anil.


Florianópolis 25/07/2012
Ereni Wink

MÔ - Tema = LIBERTAÇÃO


Mô Schnepfleitner
LIBERTAÇÃO





MÔ - Tema = Libertação (VERSINHO)


Mô Schnepfleitner
VERSINHO




BASILINA - Tema = Libertação (A TARDE)




Basilina Divina Pereira
A TARDE




Ouço o vento brincando nos coqueiros
e meu pensamento se esvai por entre as folhas.
Ah! O vento...
traz em si a liberdade que tentei.

A liberdade!
De longe te busquei o quanto pude
além da linha que se esconde no amanhã,
mas só achei distância e nostalgia.
Era dia.

Oh! Liberdade!
O vento chega 
a sufocar o peito
e o pranto me traz alento e saudade.
saudade do que não tive e tanto queria.
Ainda era dia.

A tarde chega sozinha, sem a esperança.
berço da noite, alegria quase murcha,
num labirinto de mágoas e de estrelas.
minha alma chora
porque...tarde é quase nunca.

Noite. A brisa que baila nos coqueiros
sugere bonança, harmonia, madrugada
e um céu com estrelas... encobertas.
mas se há estrelas...
que venha a madrugada!

Basilina Pereira

BASILINA - Tema = Libertação (DELÍRIOS)




Basilina Divina Pereira
DELÍRIOS




Quisera meu coração de madrepérola
(pela filha, não por ela)
e também por sua cor – aquele brilho boreal –
meus cabelos nasceriam de um girassol
e cresceriam em pleno meio dia;
meus pés viriam de Pégaso:
tão fluidos que seguiriam o vento
e depois se agarrariam ao solo, 
no frêmito da semente.
Nos olhos,eu plantaria o Everest
e imaginaria asas em cada cordão
que escorre do pensamento.
Sei que há febre em meus delírios,
À vezes invento prelúdios tão outros
que chegam a atormentar meu desconsolo.
Mas vem a noite e a lua me acolhe,
em seus quartos eu posso ser
tudo aquilo que fugiu de mim.

Basilina Pereira

KEYLA - Tema = Libertação (AR)




Keyla Cantinho Goiano
Ar




Liberar o ar 
oxigenar e vibrar
braços abertos
sorrisos certos

Vento e tempo
uns se vão, outros vem
sem escravizar e 
nem escravidão

Liberdade em ação
ventos de prazeres
movimento e coração
faz sentido a libertação...


Keyla Alves Fernandes


KEYLA - Foto = BATENDO AS ASAS




Keyla Cantinho Goiano
 Batendo as asas




Peso do viver 
era o meu ser 
frustrações no olhar
corpo físico sem zelar

Triste num mundo 
idéias novas comecei a pensar
o espelho me mostrou
que existe a chance de sonhar

Chega de peso...
agora é vida em ação
sem algemas no dedo
consegui ter uma nova razão

Agora o meu olhar tem brilho
de alegria...amor... vida...
com o pigmento da esperança 
momentos de mulher e de criança

Seguindo e voando...
como uma passarinho que sempre quis ser
bato as asas e canto agora
feliz e fora da gaiola...


Keyla Alves Fernandes

BASILINA - Tema = Libertação (MÃO ABERTA)



Basilina Divina Pereira
MÃO ABERTA




“O amor é como mercúrio”
disse Doroty, a escritora
é o sentimento mais puro
que posso querer agora.

E pra florir margaridas
há que se regar conforme
o sol, o vento e a guarida,
dispensar cuidado enorme.

Mister se faz: mão aberta,
com zelo de liberdade
pois se fecha a mão incerta:
vai o amor, fica a saudade!

Basilina Pereira

KEYLA - Foto = PASSARINHO





Keyla Cantinho Goiano
Passarinho




Entre buscas e caminhos
Sempre tive um sonho
de ser passarinho...


Keyla Alves Fernandes

ANGELA MENDES - Tema = Libertação (AMARRAS)



Angela Mendes
AMARRAS



Quero soltar as amarras
que me prendem a tantos fatos
passados, idos, já vividos...
rememorados em retratos.

Quero me desfazer das algemas
que ferem , seguram e me torturam,
fazendo sangrar meus pulsos,
lembrando de tantas amarguras.

Há grades para serem derrubadas,
muros que devo transpor
pra ir em busca do amor.

E me lanço em queda livre,
do alto de um penhasco de dores
onde se debate minha alma, em estertores.

Ultrapassarei todas as portas
nada vai me deter!
Vencerei todas as barreiras.
Ainda não me sinto morta,
liberto-me para viver.

(Ângela Mendes, 25/07/2012)

ANIBAL BASTOS - Tema = Libertação (AVES DO CÉU)




Aníbal Bastos
AVES DO CÉU




Ave presa não canta com vontade,
- Apesar do seu trinar com vibração -
Como um condenado que na prisão, 
Ao cantar vai matando a saudade!

Canto misto de dor e ansiedade,
De quem vive no meio da solidão;
Se o preso espera a libertação…
A ave, tem na morte a liberdade!

Só os seres de perfeita consciência,
Pelos seus erros devem ser julgados,
Sejam eles: má-fé, ou negligência!

Mas as aves do céu são diferentes,
Vêm os criminosos ser ilibados,
Elas, porém, são presas inocentes!

A. Bastos (Júnior)

KEYLA - Tema = Libertação (LIBERTE-SE)




Keyla Cantinho Goiano
Liberte-se




Sou um pouco de cada raça,de cada credo,de cada ritmo e me dou o direito de curtir tudo isso sim.Não quero viver dentro de um casulo novamente. Viver da forma que convém, só os outros e a sociedade? É o certo?Quem sabe o que é o certo?Quero sentir o vento bater em minha face, quando estou pedalando na minha bicicleta . Ouvir o canto dos pássaros... Ah !Que maravilha imaginar que estou ali entre eles, voando livremente...

Keyla Alves Fernandes


Apenas sou...






Simone Ribeiro






Sou quem sou

Nem mais ou menos....
Apenas eu
Querendo viver
Querendo amar
Sonhar e ser feliz.

Não devo explicações
Muito menos seguir regras...

Quero viver, amar e ser feliz
Com amigos ou sem eles....

Com família ou sem ela....

Se eu me bastar melhor....

Só peço que me deixem.
Viver minha vida não é fácil
Que dirá você
Que quer ditar regras,
impôr maneiras e jeitos....

Me deixe com meus trejeitos
Não me falte o respeito...

Inteligente e capaz sou,
mas muito mais seràs tu se,
ao invés de minha pessoa cuidar...
Pensa...
Sentar-se em um sofá,
frente a um sol gostoso
um livro à mão e viajar....

Viaje sim nas palavras de um poeta
Ou mesmo romancista...
Procure sim saber,
mas o que fez de bom
um jovem cientista....

Leia...
Viaje....
Aprenda....

Deixa que de minha vida,
quem sabe um dia,
ainda lerás a minha biografia!

Autoria: SIMONE RIBEIRO

CARLOS MENINO - Foto =GAIOLA QUEBRADA



Carlos Menino Beija-flor
GAIOLA QUEBRADA


Sabiá cantava tanto,
mas eu não sabia que sabiá chorava em forma de canto.
Fui um dia saber:
- Por que canta triste, menina?
Seu choro me desatina.
Assim respondeu sabiá:
- Gosto de você e só tenho uma queixa;
quero ver outros mundos, mas a gaiola não deixa.
Com o coração partido, mas justo, num último abraço,concordei:
- Vá sentir novos ares,cruzar horizontes
beber de outras fontes.
A gaiola ficará aberta e vazia,
para que volte um dia .
A sensação de perda batia em mim,
mas tinha de ser assim.
Era um teste para mim mesmo e para ela.
Passei longos dias na janela
esperando-a voltar...mas nada de sabiá.
Até que um beija-flor me aconselhou:
- Fique triste não! Se não voltou é porque nunca foi sua
e talvez já pertença a alguém.
Então quebrei a gaiola pra nunca mais prender ninguém.


Você faz parte daqui