PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

domingo, 26 de agosto de 2012

Angela Mendes - Foto = LUZ


Angela Mendes
Luz




Numa bolha colorida
vejo uma luz
que me leva
para a vida
no espaço sem fim
em busca de mim

Dentro dela a paz,
a ternura, o amor,
espalham-se
na amplidão
à procura 
de um coração...

ângela mendes

Simone Ribeiro - Tema = Sensação (VAZIO)


Simone Ribeiro
VAZIO




Hoje, ao ver verde...
Matas...Matos...
É uma coisa que me consome...
por que acabar com tudo?
Construir grandes prédios?
Grandes shoppings?
Enormes áreas de condomínios...

Tudo gigante...
Grande....

Deve ser complexo...

Muitas histórias sobre os feijões mágicos...
Modos e maneiras de enriquecer...
Jeitos e feitos em cima de muitos....

Nossos pulmões naturais se vão...
Com ele nossos próprios pulmões...

Sensação de secura...
Garganta, narinas...

Sensações e ações drásticas para sobreviver...
Freud explica essas megaconstruções?
Seus discípulos,
conseguem explicar a megalomania?

Só sei que nada sei....

Vamos vivendo...
Procurando ar ...
Vida...
Saúde....

Mas uma pergunta que não quer calar:
- Cadêi meu verde natureza que estava aqui?


Maria Salete Ariozi - Tema = Sensação (CAUSAS e EFEITOS)


Maria Salete Ariozi
Causas e efeitos...




Sensação de
Mil cores...
Sensação dos 
Sabores...
Sensação de 
Mudança na temperatura...
Sensações diversas
Exalam de mim
Na pele que transpira...
São efeitos à você 
Que me invade...
Sinto um arrepio sem frio!
Um calor do desejo!
Quando em seus olhos faço
A leitura buscando 
Sua boca num beijo...
Por fim uma sensação 
De tamanha quietude 
Nos corpos dormentes
Vivo nesta mistura,
Sensações calientes!
Todas elas perfeitas 
Absolutas,
Sob os efeitos da lua
Que a noite para
Nós enfeita !

((Salete))-Agosto-2012
Lei dos Direitos Autorais (9610/98)

Paula Teixeira - Tema = Sensação (CÉREBRO HUMANO)


Paula Teixeira
Cérebro humano.



Produtor de sensações,
 que chegam do exterior.
provocando correntes,
na mente das gentes .

Melatonina presente,
tristezas ausentes,
adversidades traduzidas
em um instante.

A pena ,
de não poder voar,
felicidade do lar.
O brilho no olhar,
até as estranhezas
do Mar.

Computador de sensações...


Keyla Alves Fernandes - Foto = ANGELICAL




Keyla Alves Fernandes




Quarto em prece
deitada em descanso 
música tocando 
filho no meu ventre
adormeci cantando

Música de anjos
viajem maternal
sentindo a presença
talvez um chamado
um sonho angelical

Acordei em encantos
um agrado dos céus...
uma bolinha ,ou um anjo
chamado Gabriel

Keyla Alves Fernandes

Daisi Oliveira de Souza - Foto = PEDACINHOS DE MIM)



Daisi Oliveira de Souza
Pedacinhos de mim



Quisera preencher meus dias
Com pensamentos de harmonia
Brincando noite e dia pelo ar.
Quisera ser a própria alegria.

Sensíveis ondas no pensar
Ainda que invisíveis chegam lá...
No destino que com amor determinei 
Inda que tenham muito a desviar.

Nelas vão pedacinhos de mim
Feito bolhas de sabão
Levadas pelo vento

Coloridos sentimentos
Que a todo o momento
Te farão lembrar de mim.

Daisi Oliveira de Souza

Angela Mendes _ Tema = Sensação (ESTRANHAS SENSAÇÕES)


Angela Mendes
Estranhas sensações




Olhei-me no espelho
afloraram em mim emoções
de momentos que já vivi
mas não esqueci.
Nele vi refletidas imagens
que me acompanham
nas noites tristes e vazias.
Sensações estranhas
de que ainda estás por aqui...
Sinto tua presença
como um fantasma a vagar
e ponho-me a meditar...
Como o tempo corroeu
nossos mais belos sonhos
tornando-os 
pesadelos medonhos.
Vivo hoje nessa sensação
de um dia te encontrar
num belo entardecer 
e nos teus braços
assistir ao amanhecer.

ângela mendes, 26/08/2012.

Mô Schnepfleitner - Tema - Sensação (LEVEZA)


Mô Schnepfleitner
Leveza




O que é isso
que vem de repente
e inesperadamente
te faz sorrir...
Parece uma brisa
que passa,gemendo
e na pele tocando
É um encantamento,
e é tão bonito
só dura um segundo
mas vale o infinito.

Mô Schnepfleitner
26/08/2012

Keyla Alves Fernandes - Tema = Sensação (SENSAÇÃO ALÉM MAR)




Keyla Alves Fernandes
Sensação além mar




Vivendo o momento 
sensação além mar
ouço como canto
quero-te encontrar..

Maneiras diferentes
poemas a sonhar
procurando-me recita

desejo-te amar ...

As vezes me olha
me chama de flor
a voz que aquece 

adoro-te beija-flor...

Verdes olhos 
luso e encantador 
poeta dos fados

amo-te meu amor...


Keyla Alves Fernandes

Ligia Shlochmann - Tema = SENSAÇÃO




Ligia Shlochmann
SENSAÇÃO




Coração que sensação
sempre bate como 
a explosão de um meteoro
abrindo o chão.
Aí que sensação, ouvir as batidas 
do meu coração, sempre, sempre,
arrebatado de paixão.
Aí sensação boa, feliz, 
me aconchegar ao seu
corpo perfumado e 
sua cabeça cheia de imaginação
Ah...que indescritível SENSAÇÃO!


Ligia Shlochmann
inv/agosto/2012.

Mô Schnepfleitner - Tema = SENSAÇÃO


Mô Schnepfleitner
 SENSAÇÕES





Sinto
e meu sentir
de tão grande,
tão forte,
quase explode
o meu peito.
Cheiro
o teu cheiro
que me invade
a alma
e sempre me acalma.
Ouço
tua voz ainda
nas mensagens gravadas
que tu me deixava
quando viajava..
Mas não te vejo,
que tristeza
só fotos e fotos,
a me olhar,e me olhar.
Mas nada me dá 
maior sensação
de que o ausente
está muito presente
no meu coração.

Mô Schnepfleitner
26/08/2012

Angela Mendes - Foto = SONHOS NÃO MORREM..


Angela Mendes
SONHOS NÃO MORREM..



Os sonhos que acalentei
coloriram-se de esperança...
Alguns tão grandes eram
voaram tão alto
- se desfizeram!
Outros pequenos demais,
voar não puderam
ficaram no chão.
Mas não morreram,
rego-os com o verde
da esperança...
Permanecem ainda
no meu coração...

ângela mendes, 26/08/2012.

Simone Ribeiro - Foto = LEVE..


Simone Ribeiro
LEVE...




Bolhas que do sabão surgem...
As espalharei ao céu...
Aos quatro cantos...
Como dizem...
Num planeta...
Redondamente oval...

Quero que, apenas:
- Levem para bem longe
Tudo que me aflige
Perturba
Judia!

Deixa-me,
Apenas...
Com cada uma de vocês...

Libera-me das tristezas!

Traz - me de volta a alegria...

O perfume das flores...
O brilho da luz solar....
Ver o sol surgir...

A... Bolhas...

Traz-me Também...
A beleza das cores
Arco íris que, de dentro 
De cada uma vejo...
Refletido...

Traz também a infância...
Deixada nas areias do tempo...

Enfim...
Traz a mais verdadeira alegria...
Um amigo para brincar comigo...

Para te ajudar pergunto, 
A muitos...
- Quem vem brincar de ser criança?

E também...
- Quem quer fazer brilhar o arco íris
De dentro de minhas amiguinhas...

Bolhas feitas de sabão...
Com cheiro de infância...
Jeito de criança?

Autoria: Simone Ribeiro.

Basilina Divina Pereira - Tema = Sensação (O VERSO LIVRE)





Basilina Divina Pereira
O VERSO LIVRE



Deixei de lado as cerimônias de adeus
e pintei apenas a emoção do encontro:
tão longe, tão próxima e real...

Na minha tela mesclaram-se
o seu sorriso da chegada
o abraço e aquela sensação
que não cabe em nenhuma palavra.

Quem disse que o passado é poente
não sabe do que é capaz um verso
que transita livre
pelas cores da memória.

Basilina Pereira

Mô Schnepfleitner - Foto = PENSAMENTOS


Mô Schnepfleitner
Pensamentos




Meus pensamentos são
como bolhas de sabão
O vento os leva longe
e nunca caem no chão.

Voam leves, voam soltos
cada um com seu quinhão
transparentes ,coloridos
e eu nem sei aonde vão.

Brilhantes a luz do sol
multicores eles são 
subindo e descendo
seguindo a vibração.

As vezes ele se rompe
quebrando toda a regra
tal qual meu pensamento
que quer viver no momento.

Tal qual bolha de sabão
também quero explodir
abrir o meu coração
para todo o sentir.


Mô Schnepfleitner
26/08/2012

Basilina Divina Pereira - Foto = ÍMPETO DAS CORES



Basilina Divina Pereira
ÍMPETO DAS CORES




A manhã rodopia em lilás
como se o céu tivesse sido pintado
pelo voo dos passarinhos.
O vento espalha todos os o tons
que conseguiu captar no crepúsculo
e, com suavidade,
enfeita o brilho da aurora.
Retalhos de nuvens absorvem o dourado do sol
e, em grande liberdade,
oferecem repouso para olhos cansados.
E, no ímpeto das cores, tudo é possível
para quem tem a coragem de ousar,
até mesmo vislumbrar aquele sorriso
que um dia encantou nosso olhar.

Basilina Pereira

Carlos Menino Beija-flor - Tema = Sensação (SENSAÇÕES)



Carlos Menino Beija-flor
SENSAÇÕES


Às vezes temos a sensação de termos feito algo errado
ou de que não fizemos o que devia ser feito.
A dúvida aperta o peito,
mas, não tem mais jeito.
É um segundo pra pensar
e uma vida inteira para perguntar:
Faltou uma palavra?
Faltou coragem?
Um abraço, um olhar?
Ou passamos da conta e deixamos transbordar?
Acho que ninguém tem culpa
se a moeda nunca cai de pé,
se a sorte é insana.
Não são plenas decisões... são meras opções
E o coração, às vezes se engana.
Por isso às vezes sou inconstante como a vida... e com ela.
Às vezes, é preciso ser louco, inconseqüente.
ou tímido, inocente.
Às vezes ,é preciso sonhar... às vezes acordar.
Às vezes, é preciso chorar, sorrir,
dançar na chuva.
Algumas vezes, ficar... em outras, partir.
Às vezes, é preciso brigar,
às vezes, é melhor ficar mudo
virar as costas, esquecer de tudo.
Às vezes, é preciso se olhar no espelho,
às vezes, é preciso quebrar o espelho.
Às vezes, é preciso escrever,
em outras, dá vontade de rasgar.
Se tivesse volta, eu diria
que às vezes é preciso morrer.

Aníbal Bastos -Tema = SENSAÇÃO




Aníbal Bastos
SENSAÇÃO




Sensação: unidade de medida,
Quer de alegrias, ou desilusões;
Espelho que nos mostra as reacções,
Dos gostos e desgostos desta vida!

Seja prazer, ou seja dor sentida,
No amor, ou ódio nos corações!
Cada qual tem as suas sensações,
Por cada sentimento repartida!

Sensação de dor que eu sinto tanto,
Por não poder - nem por breves instantes -
Prender-te nos braços, doce encanto!

Oh doce sensação de felicidade,
Sentida nos carinhos dos amantes,
Hoje de ti apenas sinto saudade!

A. Bastos (Júnior)

Fátima Custódio - Tema =Sensação (SONS DE UM RIO CORRENTE)


Fátima Custódio
Sons de um rio corrente




Correm devagar as águas cristalinas
Entre a sombra e a luz, cores e movimento,
Sorrio como criança, aplaco a solidão,
Levo flores para o rio, nas correntes para o mar

Procuro os véus azuis guardados no meu castelo
Sobraçado sobre o rio, mito de asas que voam,
Do sol brilhando aqui, estrelas e outros astros,
Na poesia mato a dor e nas águas do teu rio;

Vou trilhando solitária, dia a dia o meu caminho,
Por vezes cantando como pássaro sem ninho,
Metade de mim aqui, a outra metade ausente,
Busco no rio as palavras, no cascalho lá do fundo.

Conheço de cor, as veredas contornadas pelo rio,
As águas fazem a música, embalam-me eternamente,
Na doce canção da brisa, num sopro inacabado,
Envolvo-me na onda azul, retrato vivo da alma...

Erro os passos, erro as brumas, sombras e ventanias,
Todas as intempéries são visíveis no meu rosto...

E agora, que as águas do rio são calmas e radiantes,
Fica em ti a resposta: Para onde vou com o rio?! 

Fátima Custódio

Carlos Menino Beija-flor - Foto = REVIRANDO GAVETAS


Carlos Menino Beija-flor
REVIRANDO GAVETAS



Nas gavetas escuras de sua memória
fotografias minhas pálidas pelo tempo.
Quase nem vê meu rosto .
Cartas antigas,poesias amigas
são agora rimas perdidas , ao léu do esquecimento.
Palavras... palavras... palavras.
Balões sem rumo, bolhas de sabão ao vento.
Tolamente me pergunto se ainda alisa meu rosto
mas a realidade me chama 
e me avisa que não mais me ama
e certamente contempla fotografias mais atuais
ouve declarações recentes,
já que as minhas estão nas gavetas, ficaram banais
e assim,dia a dia, se apagará o meu rosto
até não vê-lo mais.


Ligia Shlochmann - Foto = BOLHAS DE SABÃO




Ligia Shlochmann
Bolhas de Sabão





Bolhas de sabão 
misturado a flores
nessa multidão
são elas milhares
levando as mensagens
de afeto, carinho e afeição
combinando com a beleza
estonteante da menina e
seu coração.
Voa bolhas de sabão
espero-te aqui com uma
belíssima canção.

Ligia Shlochmann.
inv/agosto/2012.

Maria Salete Ariozi - Foto = MIL CORES



Maria Salete Ariozi
Mil Cores



Subimos juntos aos céus
Colorindo nosso espaço
Provocante 
Entre alegrias diversas
E risos constantes.

Lado a lado em mil cores
Bolhas coloridas 
Refletidas ao nosso mundo
Em forma de felicidade
E o carinho que nos sorri.

Nesta mistura de cores
Somos Cintilantes 
A procura um do outro 
Misturando nosso sentir
No êxtase de existir.

((Salete))- Agosto-2012

Keyla Alves Fernandes - Tema = SENSAÇÃO





Keyla Alves Fernandes
SENSAÇÃO




Bom dia, meus amigos!!!
Novo amanhecer é o momento
de alegrias... 
Ao encontro do bem
Deixando fluir
Aquela gostosa e doce
Sensação - do novo -
Da vida
Em paz e harmonia.

Keyla Alves Fernandes

Maria Salete Ariozi - Foto = SONHO SONHADO




Maria Salete Ariozi
Sonho Sonhado.


Livre viaja em seus sonhos
Sem temer o desconhecido
Refletindo em suas cores
O entusiasmo das buscas
Desejando estar a caminho 
Do encontro à plenitude.

Sonhadora juventude sadia
Que vislumbra o infinito,
Voando em suas intenções
Tal bolha de sabão
Que ao céu sobe cintilante,
Sem destino...

Inflado por sonhos flutua
Por meio diversos para 
Atingir o ideal almejado
Sentindo-se pleno 
De felicidade para pousar
Seu sonho sonhado.

((Salete)-Agosto-2012
Dedico ao meu filho querido - Guilherme Arthur

André Alves - Tema = Sensação (MATERNIDADE)



André Alves
Maternidade


Olhei na luz
Olhei no escuro
Olhei a menina que dizia em gemidos:
– Míngua!
Desmamava-me das festas,
Das orgias
Agora um ser me pedia
Que das horas a mim atribuídas
Aproveitasse os seus novos barulhos
Que na minha cabeça zuniam
Falavam com rispidez,
Rapidez,
Nudez
Com uma clareza jamais me oferecida
Havia alguém que, de perto, observava meus passos
No berço me batizava:
– Mãe!
Eu existia.


André Alves

João Paulo Brasileiro - Foto = AS CORES DO MEU AMOR



João Paulo Brasileiro
AS CORES DO MEU AMOR




QUANDO ESTOU TRISTE
SEM TEXTO PARA DOAR ÀS LINHAS
SEM FESTA PARA SORRIR AS RIMAS
SEM QUERER ACREDITAR QUE SÃO DORES MINHAS

PENSO NO AZUL QUE ENOBRESSE TEUS OLHOS
NA COR DA ROSA QUE ENFEITA TEU ROSTO
NO BRILHO NEGRO DOS TEUS CABELOS
NO VERDE MÁGICO QUE DÁ GOSTO AO SEU GOSTO

QUANDO ESTOU SEM EIRA
À BEIRA FALSA DE UM SORRISO
CONTANDO MINUTOS PARA SUMIR COM AS HORAS
PENSO: PARA SER FELIZ, QUASE NADA PRECISO

BASTARIA O VERMELHO DOS TEUS LÁBIOS
A COR DO PESSEGO DE TUA CALMA
O AMARELO DO TEU SEM JEITO
E O BRANCO DA TUA ALMA!

Fatima Pessoa - Foto = BOLINHAS ENCANTADAS



Fatima Pessoa
Bolinhas encantadas



Acordo cedinho
Com um copinho na mão
E faço bolinhas 
Com muito sabão
Assopro e assopro
Com muito carinho
E bem de mansinho
Elas sobem aos céus
Colorem as nuvens
Com muita emoção!
Bolinhas que vem
Bolinhas que vão
São feitas de encanto
De água e sabão
Assopro e assopro
Subindo elas vão 
Encontram o sol
E um céu de algodão
Espalham ternura
No meu coração
Num toque de mágica
Com graça e beleza
Colorem o ar
Colorem o chão
Misturam alegria
Na minha emoção
Meu mundo criança
Revivi com certeza
Com graça e leveza
Com sonhos e ilusão
Onde ...
As bolinhas de sabão
Encantavam ...
O meu coração!
(Fatima Pessoa)

Você faz parte daqui