PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

FATIMA CUSTÓDIO - Prosas do Tema = RETALHOS



Fátima Custódio
Retalhos da minha estrela



Ás vezes eu penso
Fugir ao real,
Nas tardes cinzentas
Divago por aí
Na sombra outonal.
Imaginários que surgem
E logo se vão,
E fico a pensar
Na estrela escondida
No meu coração.
Algo a ofusca,
Mas sei que ela brilha!
Estrela dourada,
Minha musa constante,
Ressurge das trevas
E põe uma mensagem 
No meu caminho
Dá-me a coragem
De quebrar os sinais
Que ocultam a passagem.
Os fios dos meus sonhos
Iluminam a meta.
Com fervor eu desejo
Conhecer-te um dia,
Estrela poeta, 
Estrela escondida,
Quente e real
Minha estrela da vida!

Fátima Custódio

SALETE - Prosas do Tema = RETALHOS


Maria Salete Ariozi
RETALHOS DA VIDA




Sentimentos do meu coração
São como retalhos divididos
Muitas lembranças e emoções
Remendos jamais esquecidos.

Às vezes trapos que são rasgados
Sem consertos trazendo à dor
E em lágrimas são banhados
Permanecendo somente o amor.

Recortes costurados na vida
Tecido também transparente
Linhas muitas vezes perdida
Que são apagadas lentamente.

Presença em minha memória
Risco que são recordação
Traçando assim minha história
E marcando o meu coração.

ROSELY

LUCINHA - Prosas do Tema = RETALHOS


Lúcinha Santos
Amor em retalhos




E a gente vive assim
procurando um ao outro
e vai guardando sentimentos
retalho por retalho
pedacinhos de amor
Quando pensa que achou
não foi esse se enganou
então remenda de novo
aquela cicatriz que ele deixou
E vai formando e moldando
pequenos fragmentos de paixão
fragmentos de desejo
fragmentos de amor
Mas o fato que nessa vida
todos tem seu remendo certo
aquele que se encaixa perfeitamente
na sua dor
Que costura com cuidado
um coração machucado
e perdido em desamor
Quando chegar a hora 
vai deixar o ultimo retalho
costurado sem machucar
pra ficar tudo remendado
e pra sempre te amar
................Lú

BASILINA - Prosas do tema = RETALHOS




Basilina Divina Pereira
RETALHOS





Não dá pra costurar as horas
nem os sentimentos que tentam se ajeitar
no espaço entre a dúvida e certeza,
o amor e a mágoa.
São nuances de um todo
que a vida vai deixando por onde passa:
retalhos, fragmentos perplexos,
por vezes trama inadequada, mas realidade.
E qualquer coisa que se junta com arte,
pode caber num instante de poesia.

Basilina Pereira

ERENI - Prosas do Tema = RETALHOS


Ereni Wink
Colcha de retalhos






Dancei contigo uma valsa
Na varanda da fazenda
Ao passarinhos cantavam
Nos rendiam homenagem
Em cima do banco de carvalho
Estava a colcha de chita
Com estampas bem singelas
E cheias de topes e fitas
Essa colcha de retalhos
Eu vou te dar de presente
Para aquecer tuas noites 
Quando eu estiver ausente.


Florianopolis 25/04/2012 Ereni Wink

FÁTIMA CUSTÓDIO - Prosas do Tema - RETALHOS


Fátima Custódio
Poema de um dia





Palavras já gastas
Num suave murmurar,
Antes cheias de encanto
Agora nuas, vazias…
Antes a presença,
Agora o nada, 
A indiferença…
As paredes caiadas,
Despidas,
São a nudez
Da minha solidão…
Só em loucos momentos
De palavras esquecidas
Poderás ler nos meus olhos
Os momentos retalhados
De um poema de um dia.

Fátima Custódio

ERENI - Prosa do tema = RETALHOS


Ereni Wink
PASSADO





Juntei meus sonhos desfeitos
Jurei refaze-los todos vive-los...se eu puder
Colei com compreensão.....
Guardei numa gaveta secreta...
No fundo do meu coração
Muitas lagrimas derramadas ... e rupturas deixadas
Situações não resolvidas ...até de vidas passadas
São esses retalhos de vidas....
Que se deixa por ai....
Sem entender que um dia 
Eles voltam.....voltam a ti
Essa gaveta não tem chave
É bem fácil de abrir 
É só me dar muito carinho.....
Que eu te deixo existir.



Florianópolis 24/04/2012 Ereni Wink

LUCIANA PEREIRA - Prosas do Tema - RETALHOS


Luciana Pereira Barros
RETALHOS DE MIM!!!



Hoje com o coração brando...
Tento costurar retalhos de mim...
Busquei no baú...
Linha tesoura e sentimentos...
Não sou boa nisso...
Mas tentei alinhavar...
O sorriso com algumas lágrimas...
Usei linha colorida pra dar...
Um toque especial ao coração...
Já muito sofrido...
Na bainha costurei lembranças...
Tristezas e algumas memórias...
Já que elas muitas vezes...
Deixaram-me sem chão...
Tarefa difícil escolher...
Cada ponto a ser dado...
Continuei dedal no dedo...
Precisão milimétrica...
Magoas retalhos de mim...
Pensamento vai longe...
Por um segundo me distrai...
E acabei furando o dedo...
Mas doeu muito menos...
Do que lembrar das...
Memórias do passado...
Também percebo...
Não nasci para a arte...
Da costura!!!

Vania Staggemeier

SALETE - Prosas do Tema = RETALHOS


Maria Salete Ariozi
MEUS RETALHOS




São dos pequenos fragmentos
Em minha Vida, que faço sempre, 
Uma necessária Seleção. 
Do que para mim ainda serve,
Úteis ou Inúteis são.

Nesta seleção profunda que faço,
Busco todos os meus Retalhos.
Costuro, Remendo, Alinhavo,
Onde se fizer necessário e,
Tento salvá-los. 

No meu “Eu” profundo, muitos são... 
Vejo os Retalhos Roxos,
Minhas muitas Tristezas, 
Alinhavo lado a lado aos Retalhos Rosa,
São da minh’alma, a Pureza. 

São muitos os Retalhos Azuis,
Tantas foram minhas Alegrias.
Uma costura Reforçada eu faço,
Aos Retalhos Verdes que cintilam,
Num Sorriso, iluminam a Simpatia. 

Não Posso deixar de lado,
Meus Retalhos Amarelos,
Me serão úteis um dia.
Inúmeras Lembranças, Recordações,
Saudades, tantas Melancolias.

Nesta Seleção também tem 
Os meus Retalhos Laranjas.
Das Ilusões, Desilusões,
Desenganos, quantos Enganos. 
Das Paixões hoje esquecidas.

Presentes também estão 
Meus Negros Retalhos.
Da Raiva, Fúria, minhas Fugas,
Remendo aos Retalhos Brancos,
Da Paz que busca a acalma. 

Ah! Meus Retalhos Vermelhos...
Como os cuido e os quero bem !

São os Retalhos das minhas Paixões,
Dos Desejos, das Seduções.
Meu ardente coração, sempre presente...
Estes hoje, se encontram inteiros, 
Perfeitos ! Não necessitam correções.

(Salete)

LUCIANA PEREIRA - Prosas do Tema = RETALHOS


Luciana Pereira Barros
Retalhos de Felicidade




Para comparar a felicidade,
Uma colcha foi a escolhida
Não é de cetim, na verdade,
É de retalhos e ainda inacabada
Mas representa a realidade,
Nestes anos de vida percorrida
São pedacinhos de felicidade,
Retalhos de fazenda colorida
Cada pedacinho é uma saudade,
Bom momento e único na vida
Há sentimentos em variedade,
Lembranças da pessoa amada
Palavras ditas com sinceridade,
Tem restos de paixão sentida
Beijos, abraços, amor, amizade,
Para esta colcha inacabada
Vou juntando retalhos de felicidade!

Siby

JOSÉ RIBEIRO - Prosas do Tema = RETALHOS




Jose Carlos Ribeiro
Retalhos Da Vida De Um Médico




Serras, veredas, atalhos,
Estradas e fragas de vento,
Onde se encontram retalhos
De vidas em sofrimento

Retalhos fundos nos rostos,
Mãos duras e retalhadas
Pelo suor do desgosto,
Retalha as caras fechadas

O caminho que seguiste,
Entre gente pobre e rude,
Muitas vezes tu abriste
Uma rosa de saúde

Cada história é um retalho
Cortado no coração
De um homem que no trabalho
Reparte a vida e o pão

As vidas que defendeste,
E o pão que repartiste,
São lágrimas que tu bebeste
Dos olhos de um povo triste

E depois de tanto mundo,
Retalhado de verdade,
Também tu chegaste ao fundo
Da doença da cidade

Da que não vem na sebenta,
Daquela que não se ensina,
Da pobreza que afugenta
Os barões da medicina

Tu sabes quanto fizeste,
A miséria não segura,
Nem mesmo quando lhe deste
A receita da ternura

Cada história é um retalho
Cortado no coração
De um homem que no trabalho
Reparte a vida e o pão

Ary Dos Santos

LUCIANA PEREIRA - Prosas do Tema = RETALHOS


Luciana Pereira Barros
Um dia especial



Seu olhar me atravessou como um raio
acertando bem no fundo do meu coração.
Procurei me aproximar sem ensaio
pois sei que a espontaneidade é quem traz a verdadeira emoção.
Dançamos e nos beijamos e nesse momento
percebi que minha vida se transformaria.
A partir daí foi surgindo um sentimento
que tomou conta de mim, trazendo alegria.
No verde de seus olhos encontrei a esperança
de alcançar um amor que ainda não conhecia.
No calor de seus braços houve a mudança
e os nossos destinos passaram a ser compartilhados.
Todos almejam encontrar o par perfeito
para si sentirem felizes e realizados.
Más a felicidade é uma colcha de retalhos que não pode ter defeito
por isso vou costurando cada momento feliz, um ao outro, com todo o cuidado.
Hoje vejo que tenho o que procurava
que é uma pessoa amiga e companheira.
O amor tomou conta de todo meu ser que gritava
em busca de uma pessoa especial e verdadeira.
Nesse momento posso descrevê-la
como sendo minha aurora boreal, minha princesa.
Tentarei sempre fazer por merecê-la
e lutarei para fazer todos os dias especiais e continuar contemplando sua beleza.

Balbi Yodhevauhe Siqueira

LUCINHA - Prosas do Tema = RETALHOS



Lúcinha Santos
Retalhos



Querendo ou não
somos pequenos retalhos um do outro
meu coração com pequenos pedaços
de pessoas que passaram por mim
retalhos de tristezas que com certeza guardadas em mim
retalhos de alegrias, de sorrisos
sem fim e de momentos
inesquecíveis pra mim
retalhos de todos, cada um com seu jeito
com seu momento, com sua personalidade
retalhos que ficam guardados e que
mesmo com o tempo não se descosturam
e nem perdem a cor
retalhos esses que sigo levando ainda
de amigo em amigo
de amor em amor
por que é com esses retalhos que faço
minha vida ter sentido
ter mais cor
Sem esse coração de retalhos 
minha vida seria vazia, 
de que adianta seguir a vida na correria
sem parar e costurar esses retalhos
que na verdade são as únicas coisas que vão nos restar
quando tivermos bem velhos e só
as lembranças poderão nos consolar.
....................lu

LUCIANA PEREIRA - Prosas do tema = RETALHOS


Luciana Pereira Barros
ALFAIATE DE SONHOS


Aqui estou cansado mas determinado 
A emendar meus retalhos de sonhos
A remendar meus sonhos desfeitos 
Porque se rasgaram rápido com o fim
Porque se esgarçaram pelos defeitos
Apodreceram por serem repetitivos 
Quando insistentemente os sonhei 

Aqui estou cosendo meus pedaços
Suturando algumas de minhas cicatrizes 
Porque minhas ilusões foram tecidas
Com as linhas das meadas pútridas 
Ou por agulhas tortas e rombudas 
Que sempre impediram a realidade
Porque as provas aconteceram 
Sobre os tecidos manchados de desilusões

Aqui estou costurando os dias
Até que esteja inteiro para viver
Vestido somente de verdades 
Porque o manequim está vivo

José Carlos Barroso

Tenho procurado



Patricia Neme



Tenho procurado a minha poesia... Mas não a encontro; talvez, tenha ido de férias por alguns dias; ou para sempre.
Nesse meu compasso de espera, dei uma passadinha aqui e... No mural, aquilo que somos: uma grande colcha de retalhos, pequenos bocados do "eu" que são unidos ao "outro" através do olhar de carinho que dedicamos ao que aqui fica postado; pela liberdade que temos de brincar, desabafar, filosofar.
Pela tranquilidade com que nos expomos, porque sabemos que há respeito pelo que somos, por ser como somos; não há quem escreva o que não sente ou é, mesmo que isso só seja dito nas entrelinhas.
Acima de todo e qualquer poema, esse mosaico de fotos é o mais bem escrito, o mais bonito que eu poderia encontra; porque porque nos rima a todos numa mesma nesga de tempo e espaço, num local onde só a rima do bem querer perdura.

SOUZA CLARA - Prosas do Tema = RETALHOS



Sousa Clara
OS RETALHOS DE UM ANJO





Fiz retalhos de minh`alma 
Por um alguém que eu amei
Fiz retalhos em meu coração
Tantos retalhos que nem sei
Fiz retalhos em minha vida
Reentalhando o meu pensar
Fiz retalhos em meus sonhos
Só sonhando em não amar
Fiz retalhos de tantas coisas
E tanta gente que amei
Que hoje meu nome é retalhos
E de meu amor eu já não sei
Se retalhei só em palavras
Ou se retalhos eu virei
De um amor que vivo a anos
E que até hoje não amei
De mim retalhos ficaram da alma 
Em cada passo que eu dei 
Mas na justiça de nosso Deus retalhado não serei
E receberei como presente
Todo amor que eu ti dei!

Desconheço autoria...

LIGIA - Prosas do Tema = RETALHOS




Ligia Shlochmann
RETALHOS




Retalhos, sou da época que as colchas de camas, eram de retalhos
nas casas de todas famílias ricas ou pobres tinham colchas de retalhos,
minha avó fazia colcha de retalhos que aprendeu com minha bisavó e minha mãe também fazia colcha de retalho.

O tempo passou e eu não aprendi fazer colcha de retalhos
mas quando parei para pensar sobre o que iria escrever hoje sobre 
retalhos, fiz uma retrospectiva de minha existência e daí me dei conta
que não era uma colcha de retalhos igual de minha mãe, minha avó, tão pouco de minha bisavó.

Minha colcha de retalho é subjetiva e não de tecido,nem de linha.
Minha colcha de retalho é pautada na existência, de ganhos e perdas,
Retalhos espalhados pelo tempo, momentos de alegrias, amores, respeito, felicidades mas só momentos. Depois retalhei os momentos das raivas, de ódios, 
de tristezas, de decepções, de amarguras e de muita dores.

Unindo...todos esses retalhos de coisas boas e ruins, fiz uma nova
colcha de retalhos, essa nova colcha de retalhos, só se permitirá
aos bons momentos, ao crescimento, ao fortalecimento e ao amor a 
toda humanidade, em especial aos amigos que me levaram escrever
minha nova colcha de retalhos.

SANDRA - Prosas do Tema = RETALHOS




Sandra Parizotto





Fios firmes nos retalhos do trabalho
Fios suaves nos retalhos do relacionamento
Fios seguros nos retalhos da família
Fios soltos nos retalhos do lazer
Fios confiáveis nos retalhos da amizade
Fios fortes nos retalhos da saúde
Fios de seda nos retalhos da paz e da lembrança
E todos os fios misturados na colcha de retalhos da vida

Retalhos de várias cores que logo no primeiro momento se harmonizam
E as colchas ficam lindas e completas com todos eles 

Na falta de um retalho, os outros retalhos que estão disponíveis acabam compensando temporariamente esta ausência, tornando ainda assim possível a costura da colcha de retalhos

Na falta de vários retalhos, é preciso parar, abrir o baú e procurar por fios de lembranças
E lá no fundo do baú, com certeza, tem um pedacinho pequeno de pano, que com criatividade e determinação poderá se tornar o retalho mais bonito 
Afinal, a costura da colcha de retalhos não pode parar...

Luciana Horta

ANIBAL - Prosas do Tema = RETALHOS




Aníbal Bastos
MANTA DE RETALHOS




Uma manta de retalhos,
Chama-se antigamente,
A uma coberta de cama,
Dos pobres os agasalhos!
Nas noites frias de inverno,
Nas casas sem ter lareira,
Ou nas lareiras sem chama,
O frio parecia eterno!
Do tear da tecedeira,
Depois de muitos trabalhos,
Com muitas horas de Serão,
Para proteger do frio,
Tecia-se com perfeição,
Com orgulho e com brio,
Uma manta de retalhos!

Porém há outros retalhos,
Ou se quisermos pedaços;
Ou fases da nossa vida!
Umas em que foi vivida,
Entre beijos e abraços
E outra triste dorida,
Com a alma em frangalhos
E o coração a sangrar!
Que nas coisas do amor,
Também se pode tecer,
Para quando se precisar,
A alma fria aquecer,
Aconchegando o calor,
Uma manta de retalhos!

E debaixo dessas mantas,
Foram tantas horas, tantas,
De imenso amor vivido,
Entre dois corpos amantes;
Pelas mantas encobertos,
Os seus sentidos despertos,
Pelos beijos escaldantes,
Num desejo aquecido!

E na trama e urdidura,
Como a manta era tecida,
Por desvios, ou atalhos,
Como cartas sem baralhos,
Ficaram mantas na vida
Em tecidos de amargura,
Feitas mantas de retalhos!

A. Bastos (Júnior)

CESAR - Prosas do Tema = RETALHOS



Cesar Veneziani
RETALHO



Todos somos cacos tristes,
vasoalmadecristal
que se parte em mil pedaços...

Todos somos solitária sobra,
traporetalhoroto
da túnica de um néo fidalgo...

Todos somos busca insana,
sonhoincessanteinsistente
que nos mantém vivos...

(Cesar Veneziani em 25/04/2012)

ANGELA - Prosas do Tema = RETALHOS


Angela Mendes
Pedaços de Mim



Pedaços de mim - minha vida -
Trago pedaços de estrelas
Salpicados em sorrisos
Da lua roubei o brilho
Do sol dourei a alma

Pedaços de chuva fria
Também fizeram tristeza
Pedaços de felicidade - êxtase -

Dos amores que tive
Dei e arranquei enormes pedaços...
- da tortura à ternura -
Vivi completa meu legado

Por viver levo cada pedaço
São eles unicamente meu EU
No eternizar da existência
- ao juntá-los 
Ser total e único no infinito...
Pleno!


Fonte: Ruth Maria Perrella

DAISI - Prosas do Tema - RETALHOS


Daisi Oliveira de Souza
Agulha e linha




Nariz encostado no tampo da mesa
Olhos pequenos cheios de surpresa
Seguem aqueles movimentos
Feitos sempre com muita presteza.

Mãos alvas, dedos finos e delicados,
Acariciam o tecido delicadamente esticado.
O giz desenha a forma a ser cortada
Com a segurança de quem sabe o que faz

A tesoura com mestria usada
Emite um som que não esquecerei jamais.
Agulha e linha num sobe e desce como bailarina
Vão alinhavando retalhos – isso tudo me fascina.

Entre um coser e outro,vou assistindo ao poucos
Em cada retalho unido uma colcha se formar.
E a costureira? Ah! Sempre a cantarolar. 

(Daisi Oliveira e Souza)
Abril/2012)
Dedico à minha mãe que por muitos trabalhou como costureira
Com muita alegria.

ANGELA - Prosas do Tema = RETALHOS


Angela Mendes
PEDAÇOS DE MIM




Juntei meus pedaços
num momento de emoção,
cada um lado a lado,
para montar um coração!

Por muito caminhos andei,
colhendo um pouquinho
guardei num baú com cuidado
para nada perder no caminho.

Cada um que se aproximou
deixou algo de bom em mim
Um sorriso, um abraço
e ocupou o seu espaço...

Outros já partiram, 
pois a vida quis assim
mas não os esqueci, não,
Cada está em meu coração! 

Muitos ainda permanecem
E são muito especiais.
São pessoas iluminadas
Não as esquecerei jamais.

Outros só passaram por mim,
Prosseguiam sua andança,
Mas marcaram com ternura
E ficaram na lembrança.

Uns vieram nas horas felizes,
Outros de extrema dor
Mas trouxeram no abraço
Muitas palavras e amor!

No final da jornada
Olhando para trás, feliz,
Fiquei deveras encantada
Com a beleza do matiz!

Todo os pedaços encaixados
Numa trama bem urdida
Um coração formei
E prossegui pela vida.

(Ângela Mendes)

SIMONE - Prosas do Tema = RETALHOS



Simone Ribeiro




Hoje lembrei de um fato...
Uma colcha de retalhos feita por minha avó...
Ela se foi - trocou sua casa por uma casa no plano maior...
Mas essa colcha ficou....
E cada retalho - seja cetim ou brim....
Traz o cheiro e o jeito dessa pessoa linda...
Minha avó...Que amo...

Saudade de um abraço


Sabrina Ferreira




Hoje mais do que nos outros dias tenho pensado muito em ti...
Pensado e sentido a saudade de estar contigo...
O "estar" de te ver...
De olhar para ti...
Olhar-te nos olhos...
Sentir a tua respiração...
Sentir o bater do teu coração num abraço forte e profundo...
Aquele nosso abraço... bem apertado...
E por um segundo esquecer-me do mundo...
Como eu desejo voltar a refugiar-me nesse abraço...
Sinto tantas saudades...
Do nosso abraço entrelaçado...
Aí como eu tenho sonhado em voltar a ter o teu abraço apertado...
O que fazer...???...hoje estou assim...
Com umas saudades imensas de ti...
Sentimento guardado e escondido em mim...

Necessito acalentar a minha alma...
Necessito de algo para alimentar a minha esperança...
Que estas saudades vão acalmar quando os teus olhos encontrar...
Mas tenho medo e receio que me esqueças com o tempo...
Neste momento tenho a esperança debilitada...
Sinto mais que nunca que a distancia é a nossa maior inimiga...
Ou será ela a nossa maior amiga???
Se não é amor o que sinto... o que é então???
Só um verdadeiro amor sobrevive com distancia...
Só o amor sincero mantém a chama com o frio do Inverno...

Hoje estou assim...
Com saudades aumentadas e lágrimas silenciadas...

Desejava poder voltar no tempo...voltar a momentos...
Tenho ânsia de eternizar o momento em que te volte a abraçar...
...e acabar com esta saudade...

Autoria:Sabrina Ferreira

Você faz parte daqui