PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Quero a tua verdade (Saudade)




Angela Mendes





De nada adiantam belas palavras soltas ao vento...
se o anonimato não tem endereço certo:

O tempo passa e nada acontece...
O temor vai se aliando à mentira,
e escondendo-se em arbustos tu passeias ainda...
e a verdade, tão simples, que sempre vence
mantém-se do teu coração distante...

e assim continuamos:
eu, em minhas tardes ensolaradas...
e você, nas frias e vazias madrugadas

(Fernando Muller)

O Céu e o Inferno.


Paula Teixeira





Um curioso samurai desafiou em certa ocasiao a um maestro zen , a que explicara o conceito de Céu e Inferno. Porem, o maestro respondeu:
_ Ñao eres mais que um vulgar , Ñao posso perder o meu tempo com individuos como tú!

_Ferido no mais profundo do seu ser , o samurai se deixou levar pela ira , desenbanhou a sua espada e gritou:
_ Poderia matar-te por tua arrogancia!
_Se acabam de abrir as portas do inferno , disse o maestro com calma
_Desconcertado ao perceber a verdade do que o maestro, lhe mostrava, se serenou , guardando a espada e agradecendo o maestro a leçao.
_ Se acabam de abrir as portas do céu, disse o maestro.


Coração em Chamas



Jose Carlos Ribeiro




Chama.
Inflama ardente fogo,
reclama vida.
Pulsa agitado o coração.
Insensatos sentimentos.
Crepita a chama
nos seus tons vermelhos.
Esconderijo do ego,
alcova de amor proibido.
O desencontro das bocas,
as mãos que não se acham.
Os olhares que fogem
ocultos em esquinas,
fingidos em indiferença,
torturados em pecados.
Flamejantes em dores
com ausências indesejadas.
No fluir dos hálitos,
na lembrança dos odores.
A inquietação no silêncio.
O prazer infeliz.
As palavras ocultas,
as sílabas não ditas.
A chama do fogo.
O ardente fogo
que tudo queima,
que faz cinzas
jogadas ao vento
que se vão... e vão,
perdidas que estão.


Gilberto Brandão Marcon

Ausência




Aníbal Bastos




Entre as belas, a mais bela
Das belas que eu conheci!
Apenas tu foste aquela
E, só aquela que eu vi
Como se fosses a estrela,
Da guia que eu perdi!

Por entre vales e montes,
Corri à tua procura!
Bebi água de mil fontes,
Para matar a secura,
De percorrer horizontes,
Sem me cansar a lonjura!

Passei noites sem dormir,
E muitos dias a sonhar,
Esperando ver surgir,
O brilho do teu olhar
Que me andava a fugir
E, eu sonhava agarrar!

Rosa em botão, florida
E virgem do meu altar!
Idílio da minha vida,
Minha noite de luar,
Na minha vida perdida,
Sem te saber encontrar!

Menina dos meus amores,
Nunca te pude chamar!
Perfume de mil flores
Que não consegui cheirar!
Só um rosário de dores,
Me deste para desfiar!

Aurora de Sol nascente,
Meu raiar da claridade,
Ficaste em mim presente,
Desde a minha mocidade;
Embora estando ausente,
Ficou comigo a saudade!

A. Bastos (Júnior)

Sem você


Jose Carlos Ribeiro




Um dia sem você, é como um verão sem sol,
É como uma noite sem lua, é como um céu sem estrelas,
Um dia longe de você, é o mel sem as abelhas,
É um rosto sem sorriso, é uma noiva sem seu véu.

Uma noite sem você, é um jardim sem flores,
É um sol sem calor, é um inferno sem suas chamas,
Uma noite longe de você, é uma delicia sem sabor,
É uma música sem melodia, é um homem sem sua mulher.

Um sonho sem sentir você, é uma frase sem luz,
É seu amor sem sua paixão, é seu amor sem raiva,
Um sonho sem ver você, e como uma criança sem mãe,
É como um pesadelo que não acaba, é um livro sem suas páginas

Cada instante longe de você, é como um quadro sem cores,
É como Julieta sem Romeo, um natal sem prendas,

É um pássaro sem suas asas, é um poeta sem suas palavras.

J.C

Portas




Paula Teixeira




" Somos as portas de conexão entre o mundo espiritual e o material . Somos a porta que une esses dois grandes mundos .o visivel e o invisível. É a nossa parte humana de sentimentos o de nossa mente , de onde surgem nossas idéias, nossa força criadora.Todo o material é transformado pela nossa inteligencia.Todo nasce no nosso interior."

( fragmento H.S.F.)


Verdade



Maria Salete Ariozi



A porta da verdade estava aberta,
mas só deixava passar
meia pessoa de cada vez.

Assim não era possível atingir toda a verdade,
porque a meia pessoa que entrava
só trazia o perfil de meia verdade.

E sua segunda metade
voltava igualmente com meio perfil.
E os meios perfis não coincidiam.

Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta.
Chegaram ao lugar luminoso
onde a verdade esplendia seus fogos.

Era dividida em metades
diferentes uma da outra.

Chegou-se a discutir qual a metade mais bela.
Nenhuma das duas era totalmente bela.
E carecia optar. Cada um optou conforme
seu capricho, sua ilusão, sua miopia.


Carlos Drummond de Andrade

A Porta





Angela Mendes





Eu sou feita de madeira
Madeira, matéria morta
Mas não há coisa no mundo
Mais viva do que uma porta.

Eu abro devagarinho
Pra passar o menininho
Eu abro bem com cuidado
Pra passar o namorado
Eu abro bem prazenteira
Pra passar a cozinheira
Eu abro de supetão
Pra passar o capitão.

Só não abro pra essa gente
Que diz (a mim bem me importa...)
Que se uma pessoa é burra
É burra como uma porta.

Eu sou muito inteligente!
Eu fecho a frente da casa
Fecho a frente do quartel
Fecho tudo nesse mundo
Só vivo aberta no céu.

Vinicius de Moraes


Poema que redime


Maria Salete Ariozi




Tristeza e revolta se apossaram de mim
E a injúria por momentos fez efeito
Quando vi a maldade livre assim
Ceifando sem medida, o amor do peito

Mas meu escudo, não é sair dando troco
Aprendi que não ser rude, poupa ferida.
Da minha mágoa vou alem, dispenso o logro
É nos versos que desfio verdade e vida

Torpes palavras, já não travam meu verbo
Nem invioláveis dicionários de maldade
Vão tornar-me vilã, deturpando a verdade

Fiando poema, na transparência do meu verso
Entre pontos e vírgulas, meus gritos calei
Na rendição das palavras, o coração sosseguei...

Glória Salles

Um Amor Perene



Maria Salete Ariozi



Se nosso encontro aconteceu,
Aconteceu e não estava combinado
O momento era teu e meu.
E já estava determinado.

Crer no destino há desencontros de opiniões.
Tem quem em nada acredita e diz ser acaso.
Outros crêem em coincidência ou outras razões,
Mas se alguém disser que foi o destino, tem embaso.

Olhamos um para o outro e foi como um clarão,
Foi como um popocar de fogos de artifício
Em festa noturna de grande efusão,
Para mim estava tudo escrito desde o princípio.

Eu nada te disse, tu nada me disseste...
Nossos sorrisos juntos sorriram...
Eu te quis tu me quiseste
E no jardim belas flores se abriram.

Só quero que seja um amor perene,
Doce como o mel e suave como o veludo.
Que tenha para nossos corações o valor da sene
E ajude o nosso amor ficar imune a tudo 

UBIRAJARA

Vida



Maria Salete Ariozi



Ah!, se eu pudesse unir os meus bocados,
aos teus pedaços, tantos... De ternura...
Ah, se eu pudesse ter-te em meus pecados,
com toda a insanidade da loucura...
.
Teus versos... Sempre tão apaixonados...
Nos meus, sempre saudades e amargura...
Mas ambos temos sonhos embalados,
pelo sentir maior... Nossa procura.
.
Gracejas, te desfazes em poesia...
Pudesse, Deus, ah!, como eu o queria,
tomar-te entre meus braços... Não pensar
.
que o tempo nos separa, sem piedade...
Que existe uma distância... Até na idade...
Ah! Se eu pudesse já não mais sonhar!

* Patricia Neme *

quarta-feira, 30 de maio de 2012

PATRICIA - Prosas do Tema = EMOÇÕES



Patricia Neme




As emoções? Guardei-as na lembrança,
perdidas nos caminhos do sofrer.
Com elas, meus sonhares e a esperança...
Existo... Vou vivendo, por viver.

O ocaso em mim... Assim foi tua herança:
vida a se consumir, a fenecer.
Só me restou a etérea chuva, mansa...
Que trago em meu olhar, no entardecer.

As emoções são flores amassadas...
São cartas na gaveta, amareladas...
Um beija-flor, roubado em seu voar.

São noites escondidas das estrelas...
Também... Quem me faria, enfim, revê-las?
As emoções? Perdi-as, ao te amar!

- Patricia Neme -

BASILINA - Prosas do Tema = EMOÇÕES




Basilina Divina Pereira
SEM MEDIDA




O amor, dizem uns, é sofrimento.
Outros, contudo, afirmam: é plenitude.
Há ainda os que declaram não saber
de onde ele vem, aonde vai
e quando termina.
Certeza mesmo não há
sobre a palavra que abriga tal segredo:
apego, bem-querer, afeição?
E o que importa nomear essa emoção,
se o que sente alguém ama
não cabe em qualquer definição?

Basilina Pereira

SIMONE - Prosas do Tema = EMOÇÕES





Simone Ribeiro
Momento único




Estou vivendo a emoção....
Após tantos anos de solidão...
Só, seguindo por estas estradas...
De encontrar alguém.

A emoção de ouvir celular 
Chegou recado do morzão....
Coração dispara...
Parece a bateria de uma escola de samba...
Em plena Sapucaí....

Sorriso rola solto
Alegria transcende o celular
Atinge o coração
E o calor dessa sensação boa 
Atinge aos dois....

Quer coisa melhor? 
Emoção ingênua, mas....
Emociona....É lindo!

PAULA TEIXEIRA - Prosas do Tema = EMOÇÕES




Paula Teixeira




Eu e meu coraçao.

Que sei eu de emoçao? melhor perguntar ao meu coração.
(eu): Dom coraçao; entendes de emoção?
(coraçao): Ñao sei ñao, sao muitos latidos, muita confusao...
(eu): Com que podes então?
(coraçao): com a razao, que de tanto calcular, me quita a emoção
(eu): E a alegria, ñao a sentes não?
(coraçao):sim, ela é a minha melhor amiga e inimiga da razão
(eu):Conta-me um segredo, queres morrer cedo?
(coraçao):ñao, mil vezes ñao! Sou teu companheiro, te acompanharei em todas as emoções.
(eu):Obrigada cavalheiro, Dom doce coraçao...


SALETE - Prosas do Tema = EMOÇÕES


Maria Salete Ariozi
REFÚGIO



Canais profundos submersos 
Cantinho secreto em mim.
Sentimentos ocultos, 
Por vezes confusos
Desalinhados !

Num lamento da alma
A meia luz iluminados.
Vivo Emoções contidas, 
Escondidas por flores 
Perfumadas !

Do Riso ao Grito
Guardo em Alegria
O Resgate da Vida !

Da Saudade ao Choro
Cantos do Amor
Amarguras de Dor ! 

Da Razão a Emoção
Voz do Coração
Vivo de Paixão !

((Salete)) – Maio-2012

BASILINA - Prosas do Tema = EMOÇÕES




Basilina Divina Pereira
EQUIPAGEM



No silêncio ouço o meu coração.
Ele rege o arcabouço
com as mesmas estruturas rubras do amanhecer.
Em sua rota: cumes, vales, tufões e maresias
encenam a rotina mesma,
sempre pronta para o ápice da turgescência.
Tanta força para suportar a nossa fragilidade!
É que as formas da emoção exigem mais,
vão além do corpo e da hora,
é poeira d’água no brilho do cristal.

Basilina Pereira



JOSÉ CARLOS - Prosas do Tema = EMOÇÕES


Jose Carlos Ribeiro
Se eu tivesse uma escolha.




Se eu tivesse a escolha de armas.
Eu pegaria a gentileza.
Para que você não derrame mais lágrimas
E que você viva com alegria.
Se eu tivesse uma escolha de cartas
Seria a rainha do coração
Para estar ao seu lado
Seria pra mim o maiores dos valores.

Se eu tivesse a escolha de palavras
Eu escolheria a palavra amor
Talvez a mais linda
Se eu tivesse uma escolha dos gestos
Eu escolheria a carícia
Para aliviar a sua dor
E dar-lhe de volta a sua gentileza.

Não há vida sem emoção
Não há vida sem sentimentos
Não há vida sem amor
Não há vida sem amizade
Não há amor sem amizade
Não há amizade sem amor
Não há amor sem sentimentos
Não há sentimentos sem amor.
Não há sentimentos de amizade ou amor
Sem emoção.

Se eu tivesse a escolha do tempo
Eu escolheria a eternidade
Para que ela nunca termine.
Se eu tivesse uma escolha de cores
Seriam aquelas do arco-íris
A única que tem mais valor
Para o nosso amor feito de mel.
Se eu tivesse a escolha de metal
Seria ouro, que é tão raro.

Não há vida sem emoção
Não há vida sem sentimentos
Não há vida sem amor
Não há vida sem amizade
Não há amor sem amizade
Não há amizade sem amor
Não há amor sem sentimentos
Não há sentimentos sem amor
Não há sentimentos de amizade ou amor
Sem emoção...


SALETE - Prosas do Tema = EMOÇÕES


Maria Salete Ariozi
Explosão




Vulcão enfurecido 
Que entorpece num estrondo.
Derramando sobre a terra mansa, 
O calor de suas chamas.

Sou lavas de sentimentos, 
Incandescentes de magia.
Explosão de sentimentos
O mesmo que alivia. 

Sem nenhum consentimento,
Sigo o curso das Emoções.
Que incendeiam meu momento,
Sem nenhum constrangimento.

Sou vulcão em erupção !
No riso a explosão.
No coração vivo aliada
A Emoção.

(( Salete )) Maio/2012

ERENI - Prosas do Tema = EMOÇÕES



Ereni Wink
AMANTE



A LUA CHEIA ME SORRI
NUMA NOITE PRATEADA
SINTO O CALOR DE TEU CORPO
NESSA NOITE ENLUARADA. 

CORAÇÃO COM CORAÇÃO
EMOÇÃO A FLOR DA PELE 
FIQUE JUNTINHO DE MIM 
É ASSIM QUE EU TE QUERO.

NA BEIRA DO MAR DEITADOS
LADO A LADO NA AREIA
SINTO TUA MÃO NA MINHA
E SONHO SER.... UMA SEREIA.

ÉS PERFEITO COMO AMANTE 
ME CATIVOU COM TEUS FEITOS
MEU CORAÇÃO JÁ É TEU
JÁ NÃO ESTÁ MAIS EM MEU PEITO. 

SEI QUE PERTENÇO A TI
JÁ É UM FATO CONSUMADO
SOU ETERNAMENTE TUA 
MEU DOCE E QUERIDO AMADO.

 FLORIANOPOLIS 30/05/2012 Ereni Wink

DAISI - Prosas do Tema = EMOÇÕES


Daisi Oliveira de Souza
Intervalos




Senta aqui,
Vamos conversar,
Preciso te contar
Emoções vividas
Durante uma vida.
Nem sempre boas,
Algumas vezes sofridas.
Mas é assim mesmo
Não foge ao gênero;
Nos intervalos das alegrias 
Acontecem as tristezas.
A aprovação no vestibular...
A provação de estudar.
A conquista do primeiro emprego...
A insatisfação com os proventos.
A turma de amigos...
Depois a solidão.
O primeiro namoro...
A decepção com o ser amado.
O dia do casamento...
O choro depois de desfeito.
O amigo querido...
Em segundos perdido.
A casa tão sonhada...
Teve que ser abandonada.
O amor oferecido...
E nada recebido.
A vocação inata...
Sem ser praticada.
Não ver o tempo passar...
E a velhice chegar.
Pois bem meu filho,
Diante disso te digo.
Sempre há o intervalo
Aproveite-o.
Agora... Vá com Deus!
Ele irá te acompanhar.

MAIO/2012

ANGELA = Prosas do Tema = EMOÇÕES





Angela Mendes
NÓS



Um encontro
um olhar
um desejo
no ar
um toque de mãos
na pele
um arrepio
nada digo

silencio

nos lábios um toque
na alma
emoção faz teia
e o amor incendeia



(Ângela Mendes)

ERENI - Prosas do Tema = EMOÇÕES


Ereni Wink
LUA




Magia e encantamento
Emoção a flor da pela
Ao ver a beleza da lua 
Pendurada no céu ( azul da prúscia)
Cravejado de estrelas cintilantes
Lua dos namorados
Na sua fase mais bela
Encantando seus amantes
Veste seu vestido longo ( esvoaçante )
Penetra na mata virgem
Transmitindo seus encantos 
Mergulha fundo no mar
Fazendo as sereias cantar
E as ondas com ritmo quebrar
Na areia quase transparente.


Florianopolis 30/05/2012 ERENI wINK

DAISI - Prosas do Tema - EMOÇÕES



Daisi Oliveira de Souza
Ré primária



Emoções contidas...

Caminho em meu submundo
Deparo com encruzilhadas.



Olho pra os lados...
Não posso prosseguir,
Retorno ao já conhecido,
Temo me perder.



Refém do meu próprio coração
Me amedronta deixar escapar
Um simples sinal, que te faça entender
O quanto amor tenho pra te dar.



Ré primária, com direito a liberdade,
Sigo meu caminho mesmo sozinha,
Alimentando a cada dia
Minhas emoções veladas.

*Daisi Oliveira de Souza
Maio/2012


ANGELA MENDES = PROSAS DA FOTO


Angela Mendes
A LUA E A MULHER


"Tenho fases, como a lua,
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua... "
(Cecilia Meireles)


Ao olhar para a lua
penso em mim, mulher,
escolhida pelo Criador
para retirar de meu ser
até a última gota de amor!
Imersa entre as nuvens
a Lua passeia pelo céu
como a mulher na terra, 
ambas espargindo sua luz,
em fases bem distintas.

Às vezes plenas, outras obscuras,
cheias ou minguantes 
ou grávidas de ternura,
em anulação permanente.

Outras vezes pede ao sol sua luz
e brilha radiante,
como a mulher que seduz.

(Ângela Mendes)

ANGELA - Prosas do Tema = EMOÇÃO




Angela Mendes





Retratos de uma lembrança
mas só às vezes, nem sempre
ela tem muitas nuanças
entre si, todas diferentes.

Uma nos fala de ontem
alguém que nos deixou
outra nos fala de hoje
quem nunca nos abandonou.

Pode esconder-se nos olhos
nas palavras, no silêncio
no toque de uma mão trêmula
no momento de dizer adeus.

Pode ser grande ou pequena
morrer ou ficar para sempre
mas é impossível esquecer
a boa sorte de lhe conhecer.

Parecida com o amor
muitas vezes se confunde
pode ser ódio ou rancor
amizade, paz ou dor.

Quando ela passa por nós
nunca se vai totalmente
sempre renasce vibrante
remexendo o pensamento.

Se você não a conhece...
Ah! Amigo... como eu lamento!
A emoção é algo divino
mesmo sendo só um momento...

(Tere Penhabe)

FÁTIMA PESSOA = PROSAS DA FOTO


Fatima Pessoa
O Poeta e a Lua
Vinicius de Moraes


Em meio a um cristal de ecos
O poeta vai pela rua
Seus olhos verdes de éter
Abrem cavernas na lua.
A lua volta de flanco
Eriçada de luxúria
O poeta, aloucado e branco
Palpa as nádegas da lua.
Entre as esferas nitentes
Tremeluzem pêlos fulvos
O poeta, de olhar dormente
Entreabre o pente da lua.
Em frouxos de luz e água
Palpita a ferida crua
O poeta todo se lava
De palidez e doçura.
Ardente e desesperada
A lua vira em decúbito
A vinda lenta do espasmo
Aguça as pontas da lua.
O poeta afaga-lhe os braços
E o ventre que se menstrua
A lua se curva em arco
Num delírio de volúpia.
O gozo aumenta de súbito
Em frêmitos que perduram
A lua vira o outro quarto
E fica de frente, nua.
O orgasmo desce do espaço
Desfeito em estrelas e nuvens
Nos ventos do mar perspassa
Um salso cheiro de lua
E a lua, no êxtase, cresce
Se dilata e alteia e estua
O poeta se deixa em prece
Ante a beleza da lua.
Depois a lua adormece
E míngua e se apazigua...
O poeta desaparece
Envolto em cantos e plumas
Enquanto a noite enlouquece
No seu claustro de ciúmes.

Você faz parte daqui