PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

domingo, 12 de agosto de 2012

Angela Mendes - Foto = Meu cãozinho



Angela Mendes



"Quando o homem aprender a respeitar
até o menor ser da criação,
seja animal ou vegetal,
ninguém precisará ensiná-lo a amar seus semelhantes."

Albert Schweitzer
******* *******


Meu cãozinho



Como faz bem

o carinho que ele nos tem...

Não guarda rancor
nunca fica irritado,
está sempre ao nosso lado.
Fiel companheiro,
amor incondicional,
espera-nos bem lampeiro
abana o rabinho legal
e pula fazendo festa,
mas não me molesta.
Meu cãozinho,
sei que me entende;
ah, se pudesse falar
certamente diria:
"Procure sempre me amar,
respeite os meus direitos,
nunca me abandone 
ao ficar velho e doente;
cuide bem deste amiguinho
que nunca exigiu nada
apenas o seu carinho."

Ângela Mendes, 12/08/2012.

Angela Mendes - Tema = DEUS (ONDE VEJO DEUS?)



Angela Mendes
ONDE VEJO DEUS?



Vejo Deus no trigal,

embalado pelo vento,
nas flores que enfeitam os jardins,
no mar calmo que morre em ondas na praia,
ou nas rochas bate violento;
no rio que busca o mar,
serpenteando entre as montanhas,
no verde da plantação,
nas aves que voam livres pelo céu,
em cada animalzinho que vive na terra
no vento travesso,
que espalha as folhas pelo chão.
Num lindo crepúsculo, 
dourado pelas tintas do anoitecer
e num belo e doce amanhecer,
eu vejo Deus.
Num largo e terno sorriso 
de uma criança,
que brinca e embala seus sonhos,
no jovem que quer logo crescer
para seu caminho percorrer;
no adulto que luta pela vida;
no idoso que já trôpego caminha
e no colo do filho se aninha..
E Deus está presente
no minúsculo grão de areia
à montanha mais elevada...
Busque olhar e ver,
que irás encontrá-lo,
basta querer!


Ângela Mendes, 12/08/2012.

Fátima Custódio - Foto = CRIANÇA




Fátima Custódio




Criança que és bela
Criança que és pura,
Traduzes a pureza,
Do amor e da ternura.
Criança sincera,
Coração inocente.
Não sabe mentir
E o ódio não sente.
Criança que ri,
Que brinca na rua
É teu todo o mundo
A liberdade é tua.
Criança que és meiga
Doce e fiel
Ainda não sabes
Que o mundo é cruel!
Criança que é fresca
Como o orvalho da manhã,
Continua a ser criança
Até seres anciã.
Lembranças de outrora,
Perdidas no tempo,
Recorda a criança
Esquece o sofrimento.

Fátima Custódio



João Paulo Brasileiro - Foto = DOENTES




João Paulo Brasileiro
Doentes







O que eu gostaria de verdade, era saber o que pensam as pessoas por traz das vidraças, de onde ficam de quando em quando com os olhos fixos nos edifícios...
Irônicos!
Estáticos!
Ápices da gabardia!

Por traz das janelas medrosas eles pensam e nada dizem!
E eu, por não saber, sinto medo!
Medo de tantas coisas...
Medo talvez do Enola Gay!

Tantos planos traçados no silencio!
Tanto silencio nas multidões!
Metralham todo dia, muitas horas,
vitimando o mais supremo, e
escondendo verdades necessárias!

Grossas mãos!
Frágeis homens!
Iludido sentimento a espera do futuro!

O que eu gostaria de verdade, era saber o que pensam as pessoas por traz de suas origens, de onde ficam classificando gestos,
sublinhando erros,
ignorando o espelho,
e sorrindo a covardia conjunta desse povo subtraído!

Por traz de suas origens cênicas, eles pensam nada mostram!
E eu, ainda medroso, sinto espanto!
Espanto por essas cabeças!
Espanto pelas dominações!
Pelos planos traçados sorrateiros!

Sorrateiras pessoas!
Que emaranham a cada dia, tantos momentos!
Tomba o fraco!
Ironiza o herói!
Minimiza os endereços do ouro,
fortalecendo as façanhas da falta,
entre pobres,
entre crianças...

Sorriem, enquanto eletrizam as malhas desta sela universal...!
Perecível festa!
Absurda imaginação a espera do futuro!

Finalmente, o que eu preciso saber...
É o que pensa Deus, dessas pessoas doentes?

Paula Teixeira - Tema = DEUS



Paula Teixeira
DEUS.



Deus esta em todo, 

e todo esta nele ,
apostou pela humanidade, 
e ainda que se arrependeu,
nunca deixou de confiar,
na sua perfeita criação,
mesmo triste com os seus filhos, 
ele segue lutando por nós, 
sabe que nem ele , nem o seu paraíso, 
eram perfeitos, nem universo,
nem nós mesmos, 
daí , nasceu o perdão . 


Paula Teixeira.
Agos. 2012.

Ligia Shlochmann - Foto = MENINO




Ligia Shlochmann
MENINO





ONDE ESTÁ A CAMISA?

NÃO TEM CAMISA
NÃO TEM COMIDA
NÃO TEM BEBIDA
PAI NÃO TEM,
MÃE? SEI NÃO, ONDE ANDA.
NÃO TEM CASA
NEM FAMÍLIA.
SEI NÃO, QUEM SOU
DONA....



AMOR..AH...TEM SIM
FILHOTINHO MEU
TEM COMIDA
TEM BEBIDA
PAI SOU EU
MÃE ? SUMIU
CASA TEM SIM
MEU AMOR, MEU AMIGO,
DONA...ESSE MENINO
SOU EU E MEU CACHORRINHO.



inverno/agosto/2012
Ligia Shlochmann.

Basilina Divina Pereira - Tema = DEUS (DEUS -para mim -)




Basilina Divina Pereira
DEUS (para mim)





É a imensidão do universo,

a harmonia contida no verso,
é manhã de sol na primavera,
e ninho de beija-flor na tapera.



É a essência mística da água,
é coração livre de mágoa,
o som da música que enternece
e criança quando adormece.



Deus para mim é ternura
é toda energia pura
que envolve e que protege
o homem devoto e o herege.



Deus ainda é toda a alegria,
é o pão nosso de cada dia,
a felicidade de aprender perdoar
e a dádiva máxima de poder amar.

Basilina Pereira

Maria Salete Ariozi - Tema = DEUS ( MÃO DE DEUS)


Maria Salete Ariozi
Mão de Deus





Acolhe-nos 

A todo o momento como
Filhos Escolhidos !



Iluminando-nos 
Com sua Divina Luz !



Se -cremos- ou -não-
Não importa!
Desde que a Ele 
Não nos neguemos... 



Não somos por isso 
Mais ou menos Amados...
Somos inteiramente aceitos e
Amados por Ele...



Sua Mão está sempre pronta,
Amparando-nos em nossas dores,
Guiando-nos por escuros caminhos,
Secando-nos todo pranto de dor.



Somente a Ele recorremos 
Em nossas tantas dificuldades
Nos seguimentos diversos desta
Frenética vida, 
Absorvidos por tantos enganos...



Somos seus filhos por Ele 
Escolhidos e Amados,
Sabemos que nunca por Ele
Seremos negados...



Por isso Eu Creio ! 
Nesta luz que a todos Ilumina 
Que Ele cuida de todos nós
Filhos, que nesta 
Terra Habita. 

((Salete))-Agosto-2012

Maria Salete Ariozi - Foto = MENINO DE RUA


Maria Salete Ariozi
Menino de Rua




Subindo e descendo o morro

Onde a violência impera
Faz-se o medo, possíveis guerras. 
Encontram-se inúmeros iguais
A este -menino inocente-
Sem perspectiva de melhor vida...
Infelizmente !

Vivem soltos pelas ruas 
Sem ter a companhia de gente...
- Mãe ou Tia - que cedo saíram 
Para garantir ao findar do dia
Alguma comida....

Assim rodando seu velho pneu,
Perambula por ruas e avenidas
Sem nada Temer,
Sem nada desejar, ( quase )
A não ser um pedaço de pão
Para sua fome saciar...

O dia na rua se finda feliz, 
Mesmo com barriga vazia...
O sorriso é estampado no rosto,
Com felicidade, 
Por mais um dia retornar
E vivo estar...

Ao seu encontro aproxima-se 
Sua melhor companhia, 
Dividida em Amor e Harmonia,
Também pela comida 
Jamais esquecida...

Meio pão, guardado no bolso
Entrega feliz ao seu cãozinho
Fiel Amigo...
Entendendo assim do animal
Que se manifesta alegremente
Com seu latido amigável,
No abanar de rabo,
Pulando em seu colo, 
Lambendo seu rosto,
Um... Eu Te Amo
Meu Amiguinho, meu dono... 

((Salete))-Agosto-2012

Ereni Wink - Tema =n DEUS






Ereni Wink



Meu pai!
Conversamos tantas veses
Mas hoje é especial
Tu já não estás mais aqui
Partis-te...deixando-me muito triste
E é com lagrimas nos olhos
Digo-te meu pai
Creio firmemente que me ouves
Faz-me muita falta
Sem você me senti muito pequena
Neste mundo tão imenso
Fiquei perdida
E muito tempo passou 
Até que eu me encontrei novamente
Será que eu me encontrei ?
Te amo meu pai
Vês essa paisagem?
Foi aqui que encontras-te tua amada
E agora La no céu
Tambem é a sua morada
Meu pai...
Tão reta foi sempre tua caminhada
Quero seguir teu exemplo
Dignidade e respeito
Sempre que as saudades sufocam
É aqui que eu sempre volto
Meus olhos desejam aqui te ver
Por isso te digo
E na terra dos meus antepassados 
Que eu quero morrer
E junto contigo e Deus
La no céu quero viver.


Florianópolis 12/08/2012
Ereni Wink


Mô Schnepfleitner - Foto = INDAGAÇÃO



Mô Schnepfleitner
Indagação



Infância roubada

de cedo levada
só restou o cão
e velho boneco 
de estimação.
Amor nenhum
comida pouca
apetite voraz
pela vida
criança sofrida
brincando na esquina
vendendo seu tempo
no próprio desalento..
Escola? não..
sem condição
Trabalho escravo
em troca de pão
e aí te pergunto -
isso tem solução?


Mô Schnepfleitner
12/08/2012

Mô Schnepfleitn - Tema = DEUS (PRECE)






Mô Schnepfleitner

PRECE



Oh Deus,

que está em todo o lugar,
Que tudo vê
e tudo entende...
Perdoa essa pessoa
pois seu sofrer não foi a toa
Indica pois o caminho
para que ela possa
de novo construir seu ninho..
e ajude ela a acreditar
que o re-encontro acontecerá 
e que este dia,com certeza
não tardará..



Amém.

Mô Schnepfleitner
12/08/2012

Ligia Shlochmann - Tema = DEUS





Ligia Shlochmann
DEUS!!!




DEUS HOJE ACORDEI PENSANDO O QUE IA DIZER DE TI

NOSSO SENHOR, NOSSO AMIGO, NOSSO PAI,
NEM REZEI COMO DE COSTUME FAÇO ME DIRIGINDO A TI
NEM AJOELHEI, NEM FIZ O SINAL DA CRUZ, NEM O TERÇO
EU PEGUEI, NÃO FUI A MISSA COMO É DE COSTUME
TODO DOMINGO ENCONTRAR CONTIGO.
FAZ ALGUM TEMPO QUE FIZ AS PAZES, GLORIFICANDO A TI.

PORQUE ANTES, ANDEI PELOS VALES DAS TREVAS, 
ONDE SÓ HÁ LIMBO E O INIMIGO, TE DESCONJUREI,
TE AMALDIÇOEI, TE OFENDI, TE HUMILHEI
LEMBRA SER SUPREMO?...O QUE EU DISSE NAQUELES
DIAS DE PROFUNDAS DORES E AMARGURAS?
SIM...SENHOR EU SEI QUE ME PERDOASTE,
MAS EU NÃO ESQUECI, O QUE DISSE:...QUE VÓS
NUNCA EXISTISTE...QUE VÓS SENHOR...ERA INVENÇÃO
DO BESTIAL HUMANO FRÁGIL.QUE PRECISA ACREDITAR
EM ALGO...PARA PODER SOBREVIVER AOS SEUS MEDOS
AS SUAS CULPAS E DESCULPAS, AOS SEUS ANSEIOS,
AS SUAS VERDADES E MENTIRAS......

SENHOR MEU DEUS DEPOIS DE TANTA ATRIBULAÇÃO
DE TANTA DOR E DEIXAI DE ACENDER VELAS PARA
TI...ACENDI VELAS PARA O DIABO..PARA ARRANCAR
A DOR DO MEU PEITO.....AH SENHOR QUANTO INJÚRIA
E INDIGNAÇÃO.....E VÓS SENHOR CHEGOU HUMILDE E
MANSO COMO ÉS...FOI ABRANDANDO MEU CORAÇÃO
DERRAMANDO GRAÇAS E SUAVIDADE A ESSA SUA OVELHA
DESGARRA, MALCRIADA, REVOLTADA, AMARGURADA,
INFELIZ....TRAZENDO ACALENTO..AOS POUCOS ME FEZ
RETORNAR A FÉ....OH SENHOR MEU DEUS SENÃO FOSSE
VÓS O QUE SERIA DE MIM...HOJE TE RECONHEÇO EM TODOS
LUGARES...AO CONTEMPLAR A NATUREZA, AS CRIANÇAS,
OS ANIMAIS, ATÉ NÓS HUMANOS.....
"GRAÇAS E LOUVORES A TI SENHOR"
QUE ME SALVASTE DA MINHA PERDIÇÃO.

ME DEVOLVESTE AO MUNDO..ESSA ÍNFIMA CRIATURA,
AOS OLHOS DE TI MEU CRIADOR...
SENHOR AUMENTAI CADA DIA MAIS A MINHA FÉ.

inverno/agosto/2012
Lígia Shlochmann.

Angela Mendes - Tema = DEUS




Angela Mendes




Hoje me ajoelhei
diante do teu altar
e supliquei:

"Senhor, Deus do Universo, 
tu que tudo podes, 
atende esta humilde pecadora!
Tu sabes a que me refiro,
pois penetras no nosso pensamento.
Traz para mim o alento,
cura essa dor, 
cicatriza a ferida...
É só o que tenho a pedir
para não sucumbir!
Carrega-me em tuas mãos
e de minha vida te faço doação."
Ângela Mendes, 12/08/12.


Mô Schnepfleitner - Tema = DEUS



Mô Schnepfleitner
DEUS




Nunca entendi muito bem

a fé que essa gente toda tem
Vivendo sempre na dúvida
e crendo em não sei quem...



Muitas vezes me pergunto
e questiono a crença divina
Nunca querendo blasfemar
essa interrogação me fascina



Vejo tanta dor, Senhor
Vejo tão pouco candor
Fico triste e lastimo
Onde ficou o amor?



Eu pergunto e eu respondo
nada sei, nunca saberei
Deus está dentro de nós
Salvando-nos de nosso algoz.


Mô Schnepfleitner
12/08/2012

Fatima Pessoa Prosas - Tema - DEUS





Fatima Pessoa




Um amor que não exige...
Que nada cobra
Pois é de graça!
Um amor 
Que é invisível aos olhos
Mas visível ao coração!
Um amor que se vê...
Nos detalhes
Nas lágrimas
Na alegria
No amanhecer
No anoitecer
Um amor 
Que ultrapassa
Limites
Fronteiras
Barreiras
Um amor 
Que aprendi a escutar
No silêncio da minha vida
Um amor
Que presencio 
Através da fé
Pois a minha fé
Está em Deus!
(Fatima Pessoa)


Ereni Wink - Foto = CRIANÇA


Ereni Wink
CRIANÇA





Olhos grandes...

Assustados... 
Temerosos...

Cadê meu pai?

Cadê meu teto?
Cadê meu brinquedo?
Já tenho fome...
Cadê a comida?
A minha volta
Ouço vozes
Algumas cantam
Outras praguejam...
Cadê minha roupa?
Quero escola
Uma cama quentinha
Cadê meus direitos?
Aqueles falados ,cantados, reportados?
Se também sou gente
Por que sou marginado?
Por que tenho frio?
Cadê ...cadê....cadê ???
Aquele brilho no olho 
Que toda criança 
Deveria ter
Aqui no meu colo
Seguro apertado
Pedindo socorro
Meu bicho peludo
Meu aconchego 
Meu único amigo...
Papai do céu
Olha aqui em baixo 
Os pobres inocentes
De tanto carentes
De afeto e de pão
Derrama as bênçãos
Aos anjos viventes
Da futura nação...
Preciso de pão. 

Florianópolis 12/08/2012
Ereni Wink

Corpo de mulher





Jorge Morais





corpo de mulher
seios em forma de ilha
açoriana
olhos azuis mar grandes

faróis iluminado
noites escuras
triangulo escondido
imaginário
fonte de prazer
mãos que se dividem
por alongamentos pontiagudos
cujas pontas pintadas 
se realçam
pernas esguias
e tudo o mais
o ilusório que o crie

jorge morais

Flor





Aníbal Bastos






Se as flores simbolizam a beleza,
O encanto e perfume desta vida,
Como hei-de chamar-te, rosa florida

Que és a mais bela flor da natureza!

Nem o Sol com a sua real grandeza,
Nem a Lua de branco luar vestida,
Irradiam tanta luz resplandecida,
Como para mim, em ti brilha a pureza

Entre todas as flores tu és aquela
Que as pétalas nunca deixaste cair
E com elas manténs-te fresca e bela!

Com tanto esplendor és no entanto,
- Apesar de botão de rosa a florir -
A razão do meu viver em dor e pranto!

A. Bastos (Júnior)

Basilina Divina Pereira - Tema DEUS (PENSANDO EM DEUS)




Basilina Divina Pereira
PENSANDO EM DEUS




Houve um tempo em que DEUS

me espreitava com o chicote.
Meus joelhos eram frágeis 
e dobravam-se a cada escorregão,
independente da luz e da textura do terreno.

Depois Deus vestiu casaca branca,
colocou coroa dourada na cabeça 
e passou a andar com um cetro na mão.
Já não inspirava medo,
mas suscitava reverência, cerimônia,
um tratamento vertical e reverente.

Hoje Deus é meu amigo
e nosso relacionamento é de amor.
Gosto de falar com Ele quando olho o horizonte,
ao admirar e sentir o perfume das flores
e enquanto ouço o canto de algum pássaro
(feliz mesmo sem qualquer motivo).

Também quando me recolho ao silêncio
sinto Sua presença a me dizer com ternura:
“tudo bem, da próxima vez será melhor”.
Então deixo brotar um sorriso e entrego-me:
essa cumplicidade me basta.


Basilina Pereira

Você faz parte daqui