PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

ERENI - Prosas do Tema = Sonho




Ereni Wink
SONHOS




Essa noite sonhei contigo, meu doce amor
Sonhei que juntos cavalgávamos 
Pelos verdes campos.


A nossos pés flores de malmequeres á nos sorrir
Curvando-se á nossa passagem
Eu e você ,doce amor.

Sol brilhante,nuvens de algodão
Pássaros cantantes
Cachoeiras vibrantes.

Mas.......acordei
Estava só....te desejei
solidão...chorei doce amor
chorei de dor.

29/02/2012 Ereni Wink

Tudo E Mais


Carmen Alice Ribeiro



♥ Sem os sonhos e fantasias o mundo nunca teria evoluído,
já que sonhar é o ponto de partida para qualquer ...realidade!
Entre nós e nossos sonhos, só existem os nossos medos!

“A possibilidade de realizar um sonho
é o que faz que a vida seja interessante”. 

(Paulo Coelho)

“A invenção, o imaginário e a memória são uma coisa só.
Não se pode separar a memória da invenção,
a fantasia da realidade.”

(Lygia Fagundes Telles)

"Sonhar é importante.
Realizá-lo é fascinante.
Concretizá-lo é gratificante” 

Bernard Shaw.

“Pode-se tomar por companheira a fantasia,
mas se deve ter como guia a razão”. 

(Samuel Johnson)



Salvador Dali - Sonhos e desejos (imagem)

SALETE - Prosas do Tema = Sonhos



Maria Salete Ariozi
Máquina de Vida !!




Combustível que nos move,
Alimentando a Alma.
Injetando em nossas vidas
Esperanças renovadas, 
Anseios, 
Planos constantes.

Somos FLEX !!!
Permitimo-nos ser movidos por emoções,
Confundindo o desempenho da máquina.
Deixamos que nos abasteçam
Por outros combustíveis do meio;
O motor, iludido, as vezes para...

Travamos uma guerra constante
Do Querer,
Do Ter,
Do Poder, 
Esquecemos de Ser, apenas. 
Também de agradecer.

Somos fonte de água Cristalina, 
Fresca, pura, saudável...
Fonte que jorra água boa na alma.
Mata a sede do nosso 
Querer, 
Também do bem viver ! 

Somos o piloto principal dessa máquina:
“Nossos Sonhos“.
Iniciamos com grande arranque,
Pisando firme, 
Deslizamos esperançosos, velozmente, 
Pelas pistas de nossas vidas. 

Passamos por Verdes Matas,
Negro Céu,
Visualizamos o Mar azul, vezes 
Acinzentado e triste. 
O Sol é radiante, 
Ora Chuvas e Trovoadas são constantes.

Música vinda do coração,
Vezes o Som é apenas a Solidão !
Lua magnificamente brilhante,
Noites escuras, 
A não realização
Fez-se Escuridão !

Assim continuamos no comando, 
Sonhando,
Buscando, querendo.
Essa Corrida é permanente,
Se faz brilhante,
Perene !

Tomamos fôlego,
Se a parada se fez obrigatória, 
Necessária.
O volante adormecido perde a direção,
Fica sem rumo, pois,
No motor, falta injeção.

Só temos pela frente a
Certeza que a pista é reta,
Certa, também perigosa !
Está pronta a nos receber de volta
Contentes, 
Consequentemente.

Injetamos Novas Esperanças,
Calibramos com Lindas Emoções ,
Abastecemos com Sorrisos Sinceros,
Conferimos a água da Confiança,
Trocamos o 
Óleo do Coração.

Aceleramos e Partimos ! 
Temos a máquina sob controle.
Nossa vontade está no comando,
À pista retomamos
Felizes novamente
Sonhamos !

((Salete))

A Magia de um Conto



Angela Mendes




Imaginei sonhos
Vivi fantasias...
Criei personagens
para uma história de AMOR
Não uma história comum...
Dessas que nascem a toda hora
Uma história sonhada
de um AMOR intensamente vivido
Onde não existiriam espaços
para o que não fosse verdade
ou verdadeiramente desejado
Ah! História!
Seria escrita com a vida...vivida.
AMOR...personagem principal!
Seu papel...viver sua plenitude
sem limites, sem amarras
Seria a magia de um conto...onde o encanto
dormiria ao ninar de um sorriso.
Através do AMOR
os super heróis, se tornariam reais...um a cada dia
Porque amar é como flutuar
e se descobrir voando em direção ao céu
É tocar o sol e sentir o calor
arder a pele, sem dor, só prazer
Seria a magia de um conto...
Eternos momentos...
AMOR dos sonhos
Não fragmentos de uma história inacabada
marcada pela ausência ou pela distância.
Amor profundo...tão puro como a verdade
Com a presença constante de ter
a esperança de ver sonhos
Serem a mais doce realidade
Seria a magia de um conto...
E o AMOR...
Viveria em um coração sensível
Em uma alma apaixonada
Criei inúmeros finais
Mudei destinos
Mas a essência do AMOR...
só o tempo é capaz de entender...
E assim se fez “Meu Sonho”...
Buscar no AMOR ...
a esperança de sonhar

Lenilce Azevedo

BASILINA - Prosas do Tema = Sonho



Basilina Divina Pereira
MORADA








Se perguntarem onde moro direi:
lá... onde o perfume tem a cor das orquídeas,
os pássaros carregam a leveza dos sonhos
e minha cadela (Babi)
emite gargalhadas azuis.
O mais é simples assim:
eu me alimento de poesia,
invento maluquices no papel
e imagino acordar um dia
sem sentir dor.
Na frente do espelho me reconheço,
embora a melhor parte esteja submersa.

Basilina Pereira

Carmem - Prosas do Tema = Sonho



Carmen Alice Ribeiro
Leilão de Sonhos



Quem dá mais?
Quem dá mais
Por um sonho bonito,
Por um sorriso iluminado,
Por um coração apaixonado?

Quem dá mais
Por um amor infinito,
Por um peito rasgado,
Por um coração apressado?

Leiloa-se sonhos!!!
E longas noites de insônia,
Caminhadas sem fim
E dores de mim!...

Quem?!
Quem compraria uma lágrima quente
E um resto de gente?
Quem ousaria dar mais
Pelo brilho apagado
De uma estrela que se perdeu no mar?

Leiloa-se sonhos!
Tantos deles!
Uma esperança verde,
Um sol amarelo,
Um raio de lua
E um quê de vontade,
Uma alma nua
E pedaços de felicidade.

Quem ousaria?!

Letícia Thompson

LIGIA - Prosas do Tema = SONHO




Ligia Shlochmann
SONHOS





SONHOS INFINITOS
SONHOS FINITOS
NESSE TURBILHÃO
DE EMOÇÕES....
QUEM SÃO VOCÊS?
SÓ ILUSÕES
OU FANTASMAS
QUE PERMEIAM
O MEU INCONSCIENTE
QUEM SABE...MEU EGO
TALVEZ....SONHOS
SÓ SONHOS..
NÃO CONCRETIZADOS
OU SONHOS 
QUE SÃO CARREGADOS
DE ESPERANÇAS...
DE AMOR..
QUE UM DIA
SERÃO REALIZADOS
SONHOS....SONHOS
EU TE ENCONTRAREI
EM MEUS SONHOS!!!

por: LIGIA SHLOCHMANN

De Tudo Ficaram Três Coisas




Sonia Cardoso Schmidt



De tudo ficaram três coisas :
A certeza de que estamos começando,
A certeza de que é preciso continuar e
A certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar!
Fazer da interrupção um caminho novo,
Fazer da queda um passo de dança,
Do medo uma escola,
Do sonho uma ponte,
Da procura um encontro,
E assim terá valido a pena existir!

Do glorioso: " Fernando Sabino"

ANÍBAL - Prosas do Tema = Sonhos




Aníbal Bastos
SONHO




Vesti os andrajos de vagabundo,
Pus-me a caminho, cruzei fronteiras,
Transpus obstáculos e barreiras,
E neste andar percorri o mundo!

Naveguei nas águas do mar profundo,
Galguei montanhas, serras e cordilheiras.
Procurei encontrar de mil maneiras,
A fonte donde jorrasse o jucundo!

Conheci outras terras, outras gentes;
Outras formas de vida diferentes,
Tal qual a vida que eu sempre sonhei!

Entre paz, amor e fraternidade,
Quando me sinto feliz de verdade,
O relógio despertou! Eu acordei!

A. Bastos (Júnior)

Criança a brincar







Criança a brincar pelas ruas operárias. Adolescente a fazer acrobacias, defronte a casa da sonhada namorada, que eu afirmava em tempo/modo, seria o amor eterno de minha vida. Estudante aplicado quando isso me era conveniente. Sonso, quando ao querer livrar-me das mazelas, mentindo escancaradamente. Filho quase que na acepção da palavra, digo quase porque de minha mente fluíam considerações nada agradáveis de meus pais, quando me proibiam de fazer algo que eu gostava (jogar futebol, roubar frutas na casa do vizinho, bater no mais fraco...). 
Minhas recordações viajam por preâmbulos que determinam o tom exato da melodia que eu ainda canto.

josemir(aolongo...)

Fiz-me realizador


Josemir Tadeu Souza



Fiz-me realizador de alguns intentos... conheci pessoas maravilhosas (grande Toninho Marques)... consegui administrar muitos dos meus sonhos e dei-lhes corpo e porque não dizer, alma também. Transitei por caminhos encantados. Perdi-me em olhares lindos. Bailei noites inteiras. Desencadeei um ciclo enorme de emoções, que por inúmeras vezes deram o tom da rota meu navegar. Eu vi o sol na sua mais completa disponibilidade. Vi a lua de forma plena. Contei estrelas. Divaguei pelas areias das praias mais encantadas, areias brancas a cortejar a água divinamente azul. Um torpor que se perdia no horizonte e encontrava-se nos meus sonhos. Fiz-me estudante, trabalhador. Militante dos mais aguerridos das causas injustas, que eram fartamente impingidas aos trabalhadores. E visitei celas de prisão (não como convidado, óbvio), assembléias, congressos, festivais de músicas, shows, igrejas, templos, enfim toda essa diversidade precipitou o emergir de muitos ensinamentos, que até hoje dão o tom de minha personalidade. Ao mesmo tempo, tive contato direto com reações adversas. Como a inveja. Como as nuances de ódio. Como as decepções e falências. Como sd intolerâncias e dores acentuadas em meu coração, quando totalmente envolvido no que demorou a se conceituar como amor... 

josemir(aolongo...)

ANGELA - Prosas do Tema - Sonho


Angela Mendes
RECONSTRUÇÃO




Quero adentrar ao meu coração,
rasgando-o até o âmago
para desenterrar meus sonhos
lá escondidos como um tesouro
com medo de serem vividos.
Por que lá os escondi?
Não tive tempo de realizá-los, 
mas agora o tempo se escoa
preciso trazê-los à tona
expô-los à realidade, vivê-los...
Fazer com que ressurjam
intactos, assim como os guardei,
para deles me servir sofregamente,
inebriando todo meu ser..
A vida é tecida de sonhos,
guardados, adormecidos,
mas que um dia acordam
para serem reconstruídos...

(Ângela Mendes)

Pedra Filosofal




Fernando Martinho







Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é Cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

António Gedeão, 
in 'Movimento Perpétuo'

Fogo e Gelo




Aníbal Bastos





O corpo tem fogo e gelo
E para compreendê-lo,
É preciso conjugar,
Dois elementos opostos
Que não tem os mesmos gostos,
Nem se podem misturar!

Se é de gelo por fora
E a derreter demora,
Tanto que, se faz tarde!
Tendo gelada a carcaça,
Quando o calor a trespassa,
O fogo já pouco arde!

Se é de fogo por dentro,
Só tem o calor no centro,
Mas dentro de si fechado!
Com o gelo a impedir,
Que o calor possa sair,
O fogo fica apagado!

Existe uma ciência,
Chamada de experiência,
Que nos conta esta saga:
- Se deitares gelo no fogo,
O gelo derrete logo,
Mas também o fogo apaga!

Mas se o gelo é uma farsa,
Com que o fogo de disfarça,
Para esconder uma paixão,
Deve tomar-se cuidado,
Porque não há fogo gelado,
Nem há gelo num vulcão!

Estas duas componentes,
Estão nos corpos presentes,
Por duas boas razões:
- O fogo para atear!
- O gelo para acalmar!
O sentir dos corações!

A. Bastos (Júnior)

CLAUDIO - Prosas do Tema = Sonho




Claudio Caldas Faria
Momentos






Quando estendo meu braço direito

e por sobre ele você se deita
descansando a cabeça em meu peito
meu coração com o pulsar
acompanha teu respirar
É então hora de nada pensar
apenas sentir,
ouvir,
o teu ressonar
E sonhar...



Meus olhos perscrutam o escuro
Não existe o passado nem o futuro
Só este momento
Bordado,
Pintado
Com apenas um sentimento
Que a mim só encanta.



Espero que Morfeu me tome em seus braços
Envolvo teu corpo em um carinhoso abraço
Minha alma se lança,
Sorri,
Dança
E sonoras maravilhas
Canta,
Eu te amo

Do livro Ecos & Reflexos
Claudio Caldas Faria


BASILINA - Prosas do Tema = Sonho


Basilina Divina Pereira

QUEM SABE...





A tarde perdida dentro do mundo
e minha vida no meio da tarde
sem saber como chegar.
Aliás, será que alguém sabe exatamente
onde atracar seus anseios e desembarcar os sonhos?
Talvez o porto tenha partido antes do amanhecer,
levando com ele as alegrias concretas
de um roteiro em floração.
Ou, quem sabe, o melhor da vida 
seja essa fiel incerteza
contida em cada momento que nos convida
a ser alma e movimento.

Basilina Pereira

DAISI - Prosas do Tema = Sonho


Daisi Oliveira de Souza

Sonho de um brasileiro



Sonhei que das margens do rio Ipiranga,
ouvi um grito de um povo,
que se diz valente...
Neste instante o sol brilhava,
alimentando o sonho que almejava,
Liberdade.....
garantindo a igualdade
que acreditavam conseguir com seu próprio labor.

Com o entusiasmo de filhos desta terra,
iriam defendê-la até a morte.
Pensei. Oh! Pátria amada!
Neste sonho intenso, 
vi a esperança o amor e a alegria de um povo
admirando naquelas terras um céu onde o cruzeiro
para eles se exibia.

Estupefata, vi um gigante com vasta natureza,
de rara beleza,
onde seus filhos teriam um grande futuro.
Adorável terra brasilis!
Nem com outras mil serias comparada.

Como mãe generosa,zelava seus filhos.
Deitada em seu berço esplêndido.Que brilho!
Com o rumor do mar e o sol a lhe iluminar
como em nenhum outro lugar.

Em sua geografia alegre,
seus lindos campos floridos,
seus bosques coloridos,
de verdejantes arvoredos,
há vida no calor do teu solo. 

Mãe querida, 
expressando amor eterno,
em sua constelação de estrelas
grafado estava...Paz no futuro e glória no passado!
Despertei deste sonho,
triste, por ainda não tê-lo vivido.

Daisi Oliveira de Souza
28.02.2012

SONIA - Prosas do Tema = Sonhos




Sonia Isotton





Um rosto
corpo de sonho
triste alma
sonha
prisioneira
voa sem vontade

vem pensa comigo
levar-te-ei nas asas
aos braços da
liberdade
pois
busca tua felicidade

e
teus beijos cheiram
como eles cheiram
a flores

na aurora da primavera
desejos
e beijos
moram em ti

são amores
no teu ser profundo

beijar teus lábios
quem me dera
quem me dera
poder nos lábios teus
voar com os meus

emílio casanova,
 in "Maria.

Jasmim





Cesar Veneziani





a realidade
não me satisfaz
me tira a paz
altera o sentido
do sentido
que jaz em mim

faz assim
me tira o chão que é ar
me faz andar
usar os pés
em vez das asas
esfria as brasas
me torna medíocre
míope

a realidade é o nada
o vazio
o estio de uma jornada
sem propósito
é depósito de rotina
que mina e explode
o que pode
em meu devaneio
me acorda no meio
do sono:
só do sonho
é que disponho

Este poema fará parte do livro, "Neblina" 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012



Lúcinha Santos




Me encante com seus olhos.
Me olhe profundo, mas só por um segundo.
Depois desvie seu olhar
Como se meu olhar,
Não tivesse conseguido te encantar. E
então, volte a me fitar. Tão
profundamente, que eu fique perdida Sem
saber o que falar...

" Pablo Neruda

Compreendi



Fatima Pessoa



Compreendi que as coisas são reais e todas diferentes umas das outras;
Compreendi isto com os olhos, nunca com o pensamento.
Compreender isto com o pensamento seria achá-las todas iguais.

Fernando pessoa

Aqui e Ali


Magna Azevedo

‎"Encontra-se sempre, aqui e ali, algum semi-deus que consegue viver em condições terríveis, e viver vencedor! Quereis ouvir os seus cantos solitários? Escutai a música de Beethoven."

Friedrich Nietzsche

Tanto tempo




Sonia Isotton





“Tanto tempo eu perdi em outros olhos,
outros nomes, outros lugares. 
Tudo estava ali tão perto, mas era difícil o medo ir embora
e te pedir: fique aqui. 
Porque sempre foi você.
SEMPRE. 
Mesmo quando eu insistia que não,
eu secretamente rezava à noite para você
aparecer de repente e me dizer meio sem jeito:
é, eu também não te esqueci.”

(Fernanda Mello)

Arco da Igreja




Aníbal Bastos





Estavas no arco da igreja,
Linda de meter inveja,
Casavas-te nesse dia!
Toda vestida de branco,
Mas o teu sorriso franco,
No rosto, não aparecia!

De quando em quando,
Pelo teu rosto deslizando,
Uma lágrima descia!
- Olhai a felicidade!
Isto é amor de verdade!
Ela chora de alegria!

São ideias primitivas,
Para certos convivas,
Indicavam o contrário:
- Ali está mais um Jesus,
Para carregar a cruz,
A caminho do calvário!

Chegada a hora suprema,
Quando se põe o dilema,
Do princípio meio e fim!
Como uma ave ferida,
Que no voo é atingida,
Baixinho disseste: -Sim

Mas antes de o pronunciar,
Procuraste com o olhar,
Alguém que estava ausente
Dentro da casa sagrada,
Estando noutra morada,
No teu coração presente!

Passados anos depois,
Um amigo de nós os dois,
Numa ideia concebida,
Meio a sério meio a rir,
Diz: - Porque deixaste fugir,
O grande amor da tua vida!

Para poder dar resposta,
Tinha que deixar à mostra,
Feridas que não cicatrizei
Às perguntas que não se fazem,
Porque más recordações trazem,
Respondi: -Também não sei!

A. Bastos (Júnior)

Você faz parte daqui