PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

sábado, 9 de junho de 2012

JOSÉ CARLOS - Prosas do Tema = FRAQUEZA


Jose Carlos Ribeiro
Você é minha fraqueza..




Você foi minha vida, minha felicidade
A fonte do meu calor,
Eu tinha apenas um desejo,
Reunir meu coração ó seu
Você foi a minha alma,
Minha fonte de equilíbrio,
Eu só tinha você,
Para me fazer viver,
Você foi o meu grande amor
Você foi a fonte dos meus sentimentos,
Minha uma unica fraqueza,
Éu jamais poderei ver você, 
Nem realizar os nossos sonhos,
Você foi minha deusa
Minha fonte de paixão,
Eu só tinha você, meu amor
Para compartilhar minhas emoções,
Você foi a minha grande felicidade,
Fonte da minha maior alegria,
Eu só tinha um medo,
Da distância que existia entre nós;
Você foi meu maior desejo,
A fonte da minha inspiração,
Eu só tenho os meus poemas,
Para que eu possa expressar,
O que foi nosso relacionamento,
Você é minha fraqueza
Minha fonte de amor 
Sempre que penso em você,
Meu coração se acelera,
Você é meu coração,
Uma fonte que bate,
Eu não posso viver sem coração,
Nem sem você,
Você será sempre a fonte da minha inspiração...

J.C

PAULA - Prosas do Tema = FRAQUEZA


Paula Teixeira





Sangue mensual
Inverno astral
Fluidos perdidos
Nesse ciclo vital.

Sangue quente
Sangue frio
Sangue-suga do absurdo .

Coraçao machucado, acelerado 
Desejas toma 
Desse liquido avermelhado
Sinta , as pulsaçoes 
Na hora do ataque.

Guerreira vermelha 
Encendo uma luz
Lhe cravo uma cruz
Dou um salto 
Me salvo , desse Vampiro fantasiado
De cavalheiro com olhos vermelhos.

Sigo em frente
Com o meu sangue corrente
Vermelho atraente.
Deixo de fraquezas, 
Me recupero
No meu castelo de fortalezas.


loucuras de : Paula Teixeira

DAISI - PROSAS DA FOTO = SONHAR É MELHOR


Daisi Oliveira de Souza



‎...É o que temos pra hoje,só pra não faltar.



Não me resgatem,
O que vejo me assusta,
Prefiro sonhar...

Daisi Oliveira de Souza


Carlos Menino - PROSAS DA FOTO = PALAVRA MÁGICA


Carlos Menino Beija-flor
PALAVRA MÁGICA



Encontrei uma ilha escondida
a centenas de milhas daqui.
Não acreditei quando vi.
Meu coração navegava
num mar difícil, mas com esperança
de que depois da tempestade viesse a bonança.
A primeira impressão já foi bela.
Meus olhos pareciam uma aquarela.
Mas eu tinha que conhecer, desbravar.
Então entrei, entrei bem devagar.
Não por medo,
é porque segredo a gente precisa saber desvendar.
E desvendei.
Descobri muito mais...
que aquela ilha charmosa
também estava ansiosa por ser descoberta,
mas era preciso dizer a palavra certa.
E eu, pirata sonhador
que não resisto a uma flor,
pronunciei a palavra mágica: amor.
E a ilha se abriu. Sorriu.
Fui descobrindo maravilhas e maravilhas
na ilha que encontrei a centenas de milhas.
Eu, este pirata cansado de tantas viagens,
desfiz as bagagens,
abri minha esteira,
lancei âncora.
Finquei minha bandeira!


MÔ - PROSAS DA FOTO = PERDIDA


Mô Schnepfleitner
"PERDIDA"




Navego

por águas desconhecidas..
O passado
parece submerso
em mil profundidades.
O que sou agora
nem eu sei
Busca contínua
de um novo horizonte..
O que está enterrado
enterrado está?
Sigo esperando.

Mô Schnepfleitner

SALETE - Prosas do Tema = FRAQUEZA (caça e caçador)


Maria Salete Ariozi
Caça e Caçador




Mata fechada em noite fria
A caça assustada se escondia.
Esquivava-se e corria,
Ofegante ela fugia.
Sem forças,
Na fraqueza que já a abatia.
Palpitante qual melodia,
Ela corria.
Pulsava o coração em mesma
Sintonia, à resistência que a
Sucumbia.
Sabia que o momento fatal em 
Breve chegaria.
Seu faro animal lhe dizia
Aproximar-se,
Aquele que a abateria.
Sentia sua presença em sua 
Carne trêmula, 
Que denunciava
O momento da entrega,
Chegara...
Sem dó nem piedade
O caçador 
Tombou-a em liberdade,
Tirando-lhe assim
O vazio de 
Uma Vida !

((Salete))- Jun / 2012

PAULA = Prosas do Tema = FRAQUEZA




Paula Teixeira






Quero gritar ao mundo:
Sou Fraca!
Ñao posso com tudo!

Cansei de carregar o peso do mundo
Cansei de fingir ser forte
Cansei de tudo

Por favor; alguem me escuta???
Ajude-me! 
Ñao me deixe de lado ,
Abraça-me apertado 

Sou como um bebe recem nascido
Com o cordao umbilical desagarrado
Ñao estou preparada para o mundo
Sinto medo de tudo

Por favor, ajude-me !
Mesmo, sem te conhecer
Ajude-me!
Mesmo sem eu te pedir
Ajude-me !
Sou fraca!!!

Texto: Paula Teixeira

ERENI - Prosas do Tema = FRAQUEZA (chuva)




Ereni Wink
CHUVA




Campos... Vales e planices
Comemoram mansamente
A chuva...

A relva agonizante
Bebe a água sagrada
Do cálice que Deus derramou

Nascentes quase sem vida... Renascem
De suas entranhas borbulhantes
Verte água com sabor de terra

Vem... Chuva torrencial 
Segue purificando
Desnuda-me sem pudor

Lava-me a alma inteira
Acalma minha tristeza
Leva embora minha fraqueza

Banha meu rosto em pranto
De viver os desencantos
Que a vida me regalou.

Florianopolis 08/06/2012 Ereni Wink

MÔ - Prosas do Tema = FRAQUEZA (força)


Mô Schnepfleitner
FORÇA



Sou fraca quando acordo
Sou fraca quando lembro
Sou frágil quando Amo
E frágil quando Tenho..

A soma 
dessas fraquezas todas
fizeram de mim
a mais forte mulher
do Meu mundo !!

Mô Schnepfleitner

Carlos Menino - Prosas do Tema = FRAQUEZA (Você)


Carlos Menino Beija-flor
VOCÊ



Você faz perguntas.
Busca, rebusca.
Perde-se no labirinto de seu ego.
Vai ao analista para falar de insônia
e dos fantasmas que o assombra.
Mas, será que está cego e não vê a resposta à sua sombra?
Você único que é,
você de pé é tudo, está em tudo.
O que é permitido? E o proibido?
O ódio e a flor?
O que é o beijo?...
a máscara de Judas ou uma declaração de amor ?
Faz diferença noite chuvosa ou estrelada
se você está nela?
Você existe, você “É”,
é o mais importante...
grão de areia ou gigante.
Você é único no universo,
quem pode imitar?
Certo ou errado, quem pode julgar?
Quem é o juiz, quem é o réu?
O que você acha do inferno e do céu?
Nada faz diferença,
pois, bem e mal são irmãos
fazendo a história se dando as mãos.
Dois rios diferentes desembocam no mesmo mar .
Você pode nadar nesse mundo, mergulhar fundo
com a certeza que é parte ativa
na grande locomotiva
ora árdua, ora divertida
que traça os caminhos da vida.


Se faz parte da grande locomotiva da vida, seja gentil, cumprimente, ceda o lugar, colabore, sorria. Deixe a impressão de ter sido um passageiro agradável.

JOSÉ CARLOS - PROSAS DA FOTO


Jose Carlos Ribeiro
Meu barquinho de papel..





Quero te amar no tapete do silêncio
em segredo nas marolas das marés.
Quero escutar o gemido dos ventos,
das madrugadas geladas o rocio.
Quero seguir nas pegadas d'areia
as estampas deixadas por teus pés.


Te seguirei silenciosa como a noite,
ainda que na beirada do teu caminho.
Estarei tão distante como a lua no céu
e tão perto que em ti farei meu ninho.
Ancorando livremente em ti meu canto,
nas linhas do meu barquinho de papel...

Rosana Souza.

FÁTIMA PESSOA - Prosas do Tema = FRAQUEZA



Fatima Pessoa




Fraqueza pra quê?
Sempre há um novo dia
Sempre há um amanhã pra recomeçar
Prossiga...
Sem nostalgia!
Sonhe...
Sonhar faz bem
Espere a mudança
Que a gente sempre alcança
Fraqueza pra quê
Por sentir a falta de alguém?
Anime-se!
Repense a sua nostalgia
Transponha qualquer dificuldade
Encha de persistência o seu dia
Quem sabe...
Você possa encontrar
A força do seu coração...
Sem fraqueza...
Mas com razão!
(FaPe)

SALETE - PROSAS DA FOTO = COMPAIXÃO


Maria Salete Ariozi
Compaixão




Quanta pena eu sinto de ti
De mim...
Esvaindo-se assim por 
Entre as nuvens, sem ter
Um brilho qualquer.
Coração feito pedra 
Endurecida.
Vejo-o passar por entre os
Sonhos que me deixam
Navegar.
Sem encontrar na profundeza
Do seu mar o seu olhar, 
Num colorido
Azul sem fim.
Despercebido deixa-me passar. 
Sou o sonho que deseja viver.
Sem notar as marcar que
Trago nesse existir. 
Inerte fica fugindo de mim.
Eu, continuo a percorrer sem
Encontrar você.
Meu porto seguro onde desejo
Deixar o coração
Descansar. 

((Salete))- Jun / 2012

FÁTIMA PESSOA - PROSAS DA FOTO




Fatima Pessoa



Vejo alguém
Num mar de ilusão 
À deriva
Tento alcançar
Mas o pensamento vai além
Do meu alcance
Desvencilho-me
Sigo sem rumo
Paro...
E encontro
O quê?
Um imenso vazio
Na minha existência! 
Na minha solidão
No meu coração
E na conformidade da vida
Sigo!
(FaPe)

DAISI - Prosas do Tema = FRAQUEZA (Mulher Maravilha)


Daisi Oliveira de Souza
Mulher Maravilha





Não lembro quando tudo começou;
Já faz tanto tempo...
Incorporei uma personagem
Num filme de longa metragem
Que só agora acabou.
Desisto de ser aquela que se admira,
A guerreira, a chamada mulher maravilha.
Entrego minhas armas, 
Assumo minhas fraquezas.
Quero ser a menina que recebe o afago
Que recebe todo o cuidado,
E vive com mais leveza.
Embora já com o corpo cansado
Reúno com todo o cuidado
O que sobrou de mim.,
Decidi representar um novo filme
Sem heróis nem divas,
Neste ...quero atuar até o fim.

Daisi Oliveira de Souza

ANGELA - Prosas do Tema = FRAQUEZA (Transformação)




Angela Mendes
TRANSFORMAÇÃO





Quando eu me despi 
de toda minha fraqueza,
foi então que aprendi
a ver em tudo beleza.
As experiências eu reuni
e me tornei fortaleza.

No limite em que vivi
não juntei riqueza,
paz não usufruí,
mas tive uma certeza:
o que se vive aqui
é uma grande proeza.

Hoje sei: tudo que senti
não é nenhuma surpresa,
pois foi como consegui
encarar a dor com sutileza.
Esta lição não esqueci:
aceitar a minha fraqueza!
Me superei e venci
e digo com muita franqueza,
da minha aflição sorri
e dei um não à tristeza.
(Ângela Mendes)

LIGIA - Prosas do Tema = FRAQUEZA




Ligia Shlochmann
FRAQUEZA




SOU VIAJADA, SOU PIRADA
VIAJO NAS MINHAS EMOÇÕES
DOU CAMBALHOTAS NA RAZÃO
VIAJO NA SUA DESILUSÃO 
SINTO UM AVIÃO NA
SUA ÍNFIMA PAIXÃO
VOU ASSIM VIAJANDO
NO DELÍRIO DAS MINHAS
CONTRAVENÇÕES
PIRADA SERIA POUCO
PERPASSANDO NA 
MINHA CABEÇA CARREGADA
DE INFORMAÇÕES
DAÍ VEM A MALDITA FRAQUEZA
PERDIDA EM
SABER O QUE FAZER COM
MEU HD APAGADO
QUE FICOU COM CHIP QUEIMADO
QUE PENA..QUE EU TENHO
DE QUEM NÃO CONHECE
MINHAS VERDADES
MINHAS FATALIDADES
E CAÍ NA FRAQUEZA DE
VIL JULGAMENTO
AH...SOU VIAJADA...SOU PIRADA...
COM SUA FALTA DE CORAÇÃO
DETONANDO A MINHA ESTUPIDEZ
NO INCONSTANTE NÃO SABER
DA FALTA DE FORÇA NESSA
SUA OPINIÃO
POIS TEM MEDO DO CONHECIDO
E DA FRAQUEZA QUE PERMEIA
NO ETERNO DESCONHECIDO
DE SUA AMBIÇÃO

SOU VIAJADA....SOU PIRADA....
MAS RECONHEÇO MINHAS
LIMITAÇÕES E VOCÊ QUE ACHA
QUE É O DONO DO SABER
COM TANTA FRAQUEZA
TENHO PENA DE VOCÊ.

Ligia Shlochmann
outono/junho/2012

ANGELA - PROSAS DA FOTO = UM BARCO




Angela Mendes
UM BARCO





Sem teu amor
sou barco sem rumo
perdida entre brumas
à procura de um cais.

Sozinha, navego,
às ondas me entrego.
Se ouvires os meus ais
Busca-me
Dá-me abrigo
pois quero ficar contigo!

Acolhe-me
preciso do calor de um abraço
pois no teu colo me refaço.
E sem dizer nada,
conduze este barco
a um lugar seguro
e para sempre irei te amar

_ eu juro!

(Ângela Mendes)

ANIBAL - Prosas do Tema = FRAQUEZA




Aníbal Bastos
FRAQUEZA




Se o chorar é fraqueza,
Não devia haver tristeza,
No viver de cada dia!
Mas para contrariar,
Há quem ouse afirmar
Que se chora de alegria!

Se ser feio é fraqueza,
Pela ausência de beleza!
O feio logo se acalma
E fico todo contente,
Ao ouvir da voz da gente,
Que a beleza está na alma!

Se ser pobre é fraqueza,
Porque a falta de riqueza,
Causa mau viver e dor!
Mas para se consolar,
Crê no ditado popular
Que a riqueza é interior!

Será sinal de fraqueza,
Viver-se com a certeza,
Que a certeza não existe!
Em qualquer caso exposto,
Cada um vê a seu gosto,
Só a dúvida persiste!

Outra forma de fraqueza,
É a falta de pureza
Que se tem nos pensamentos,
Ao fazer juras de amor,
Ou a jurar seja o que for,
Com fingidos sentimentos!

Talvez a maior fraqueza,
Seja a falta de franqueza,
De assumir a verdade;
Das palavras ou acções,
Preferindo as ilusões,
Fugindo à realidade!

A. Bastos (Júnior)

PAULA - PROSAS DO TEMA DA FOTO = MAR NEGRO.




Paula Teixeira
MAR NEGRO.





Nesse mar, chamado-se Vida
Vou remando sem saidas...
Tristezas , desanimos, desencantos .
Nesse mar sem saida aos Oceanos,
Flores sem cheiro , 
Mares de cimentos
Pessoas sem bons sentimentos.
Ambiçao sem medida
No mar negro da Vida
Desisto de remar?
Para que me arriscar? 
Nesse negro Mar
Embora , o Mar me leve á nada
Ja que nada serve de nada
Vamos ser felizes!
Mesmo que seja tudo em vão.


BASILINA - PROSAS DA FOTO = SEM RUMO




Basilina Divina Pereira
SEM RUMO




Mais um dia sem direção.
Não se trata de um período sem eco,
um lapso de memória
onde qualquer ruído
poderia tingir o sentimento
entregue ao prazer de estar ali.
o silêncio hoje é de pedra:
enrola as lágrimas
que se perderam no caminho,
arquiva palavras inúteis,
esquece o grito e as horas.
Sobre o vai-e-vem das ondas,
uma batalha perdida sob os pés. 

Basilina Pereira

ERENI - PROSAS DA FOTO = TEU PASSADO, MEU PRESENTE



Ereni Wink
Teu passado meu presente





Na profundidade do azul eu viajei
Vi as águas subindo...
São as lagrimas derramadas
Inundando as cidades
Corações atormentados 
Por desmandos desvairados...
Tubarões engalfinhando-se 
Suas presas disputando
A ambição pelo poder
Que denigre todo o ser...
Mais profundo eu mergulhei
Em navios negreiros eu entrei
Ouvi lamentos de dor
Vi grilhões acorrentando
Tornozelos de homens dignos
Nos seus olhos a descrença
No seu feitor a demência
O chicote de outrora...
É usado ainda hoje.
O povo inconformado
Ainda sofre calado
E a escravidão... Prossegue.

Florianópolis 09/06/2012 Ereni Wink


Versos Íntimos



Maria Salete Ariozi




Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te à lama que te espera!
O Homem, que, nesta terra miserável,
Mora, entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.

Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!

Augusto dos Anjos

Você faz parte daqui