PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

bolha de sabão




Fatima Pessoa



Olha a bolha de sabão
soprada no ar
soprada no chão

bolha pequena
bolha gigante
bolha serena
bolha da gente

Bolha de sabão
soprada ao vento
soprada no vão
do pueril pensamento

desenhada em ritmo lento
na palma da mão

delicada bolha
orvalho na folha
lançada ao chão

Menino segura
a bolha na mão
puft ! Em um segundo
rompeu-se a bolha de sabão

vida curta
que o tempo furta

Vive um arco-íris na bolha
explode em múltiplas cores
respingos de água na folha
sabão em pétalas de flores

Úrsula Avner

Pétalas






São as pétalas no caminho ,
São os sinais e o Carinho!
É o inventar
dum novo dia
É a seiva renovada
É a força da alegria
É a ilha da magia!
É o Ser! é o Estar!
Alvorecer de novo dia
É o dar! é o Receber!
São as pedras no caminho...
São os espinhos no carinho...
É o altar das nossas preces!
É o culto da minha Cruz!
São as pétalas do Caminho!


luizacaetano

O Fascínio da música



Angela Mendes




Se uma flauta tocar
E bem num bairro sombrio
Até consegue encantar
Um simples gato vadio

Aníbal Raposo


Maria Salete Ariozi - Tema = Águas (INSTANTE DE AMOR)



Maria Salete Ariozi
Instante de Amor



Águas salgadas 
Em forma de suor
Brotam livres dos
Corpos que bailam
Na Sinfonia do Amor.

Exalando todo o calor 
De um momento,
Deitados lado a lado
Banham-se nas águas
Mornas do prazer. 

Em êxtase entregam-se
Saciados de amor
Apagam-se as chamas
Que incendiou este
Instante de amor.

((Salete))- Agosto-2012

Abençoadas sejam



Lurdinha Gandra




‎"Abençoadas sejam as dádivas que vêm nos lembrar, com alívio, que há lugares de descanso para os nossos cansaços. Que há lugares de afrouxamento para os nossos apertos. Que dá pra mudar o foco. Que não é tão complicado assim saborear a graça possível que mora em cada instante.
Abençoadas sejam as dádivas generosas que nos surpreendem. Elas não sabem o quanto às vezes, tantas vezes, nos salvam de nós mesmos."

Ana Jácomo

Ligia Shlochmann - Foto = FINAL DA PONTE




Ligia Shlochmann
FINAL DA PONTE




Não é o final do túnel..
caminhando no escuro
prados, montanhas, 
estradas, florestas...
conduzindo esse andarilho
a luz da ponte da vida.


Ligia Shlochmann.
inverno/agosto/2012.

Maria Salete Ariozi - Tema = Águas (NASCENTES CRISTALINAS)



Maria Salete Ariozi
Nascentes Cristalinas



Abundantes nos altos morros

São as Nascentes Cristalinas 
Que borbulham da terra mãe
Livremente fazendo festa,
Festa em prol da vida. 



Ao frescor da clara juventude 
Descem escorrendo faceiras
Cantando em suas belezas 
Distribuídas no seio 
Da natureza.



Pureza límpida transparente 
Que brota dentro das matas
Dançando para o homem 
Esta valsa como presente 
Deixado pelo criador !

((Salete))- Agosto-2012

Maria Salete Ariozi - Foto = AH! SE EU PUDESSE...


Maria Salete Ariozi
Ah ! se eu pudesse...





Viver despreocupada

Longe do dia a dia
Truncado
De exigências mil 
Que me Absorve!



Viver longe deste mundo
Louco 
Alicerçado sobre raízes
Frias abundantes 
De crueldade !



Fugir do barulho estrondoso
Da cidade
Ouvir somente o silêncio
Falando baixinho
Aos meus ouvidos !



Ah ! se eu pudesse...



Deixar o coração amigo
Repousar às sombras
Da felicidade
Cantando no seu batimento
Toda esperança !



Viver em tranqüilidade
Simultaneamente alegrias
Serena 
Em meu bem estar 
Cheia de Paz !



Ah ! se eu pudesse...

((Salete))-Agosto-2012

Fatima Pessoa - Foto = UM CERTO LAGO


Fatima Pessoa
Um Certo Lago





Lago planejado

De águas represadas
De infinita beleza
Lago que agita 
Suas águas benditas
Aumentam a umidade
Do nosso cerrado
De águas serenas 
Ele foi projetado
E como engrandece
A nossa cidade
É um lago que encanta
Pois tem seus mistérios
Na crença de um povo
Suas águas profundas
De um verde infinito
Ele sempre desponta
Como nossa esperança!
(Fatima Pessoa)

Keyla Alves Fernandes - Foto = ENTREGO ÀS ÁGUAS




Keyla Alves Fernandes
Entrego às águas






Beirando ao rio viajo em meu pensar
buscando no silêncio a paz do meu ser
olhos voltados ao horizonte, sentimentos aos montes

uma saudade sem fim ,de um lugar ,de um amor
vontade de sentir,de tocar ,de sonhar...
Um aperto de momento,mas o pulsar não é de agora
falta um pedaço,um abraço de outrora 


Entrego as águas o meu clamor 
Volte pra mim companheiro de outros tempos...

não resisto mais esse sentimento 
sei que foi um combinado, nos encontrarmos do outro lado
mas rogo à Deus agora,nos abençoe com esse reencontro


nos acariciando e conjugando o verbo amar
brindaremos com nossos beijos molhados a eternizar...


João Paulo Brasileiro - Foto = CRIADO MUDO




João Paulo Brasileiro
Criado mudo




Sentado aqui neste lugar que me faz bem, observando o azul enegrecido desta noite, admirando as estrelas, que apesar de tantas, jamais se tocam!

Penso! Como sou egoísta por me arrebatar diante da solidão! E a lua? Que encanta, ressalta paixões e inspira poetas! A lua também é tão só e jamais reclama da imensidão silenciosa que a cerca! Sentado aqui neste lugar que me faz bem, sem noção de tempo, percebo também os vaga-lumes que voam e revoam sem qualquer compromisso, sem receio de expor sua solidão! Finalmente me conformo...!
E agarrado há um instante displicente, decido: Melhor entrar em meu quarto, me deitar, e aceitar feliz, a melancólica companhia do meu fiel e silencioso criado mudo!

Ereni Wink - Tema = Águas (A FONTE)


Ereni Wink
A FONTE





Findou o inverno
A primavera chegou
Nosso parque criou vida
Azáleas brancas florindo
Criando uma atmosfera de paz
Borboletas multicolores
Encantadas com as flores
Nossa fonte de águas límpidas
Aquela que secou com sua ausência
Voltou a jorrar água
E meu coração
Antes tão despedaçado
Encontrou a paz esperada
Voltei ao parque...
Voltei a vida...
Sigo noutra direção
Jogo uma moeda na fonte
E espero que ela me conte
Onde eu encontro um sorriso
Ou um olhar sensual
Que me faça mergulhar
Num rio de profunda emoção
Ou quem sabe velejar... 
Num imenso mar bravio
A fonte 
Continua jorrando água
E meu coração...
Esperando...meu amado.

Florianópolis 21/05/2012
Ereni Wink

Orlando Costa Filho - Tema = Águas (MOLÉCULAS DE ÁGUA)



Orlando Costa Filho
MOLÉCULAS DE ÁGUA




Caminham flutuam como nuvens
lançam-se sobre folhas e flores.

Deslizam pelos ramos hastes caules
penetram terras.

Seguem trilhas unem-se a rios
pequenos & grandes - sempre generosos!

Chegam aos mares.
Quando o sol e o vento chamam

elevam-se novamente aos céus
contemplam estrelas,

reconhecem quem as fez.
Agradecidas mansamente voltam

sobre a floresta que ainda resta.
Glamour: há uma festa!

Enchem de ternura
o piquenique das crianças...

Abaixo um ribeirão e à jusante 
uma réstia de sol:

borboletas pintam o sete no ar por lá...

ocf

Mô Schnepfleitner - Tema = Águas (ÁGUA)



Mô Schnepfleitner
ÁGUA



Água é fonte de tudo

de dor e alegria
de morte e de vida
Não há como negar.



Água tudo leva
amores e dissabores
Vai levando,vai lavando
se perdendo e resgatando.



Água tudo lava
sujeira e brincadeira
e até a negrice da vida
deixa escorrer toda, inteira.



Água acalma 
quando no riacho canta
vai descendo devagar
e a todos encanta.



Água é vida
raiz e acalanto
Salva da fome e sede
Este é o seu encanto.


Mô Schnepfleitner
22/08/2012



Basilina Divina Pereira - Tema= Águas (CANTO DAS ÁGUAS)




Basilina Divina Pereira
CANTO DAS ÁGUAS




Quero te cantar nas nuvens
pra nesse instante te fazer chorar
gotas de chuva belas, cintilantes,
e um arco-íris de esplendor pintar

no céu poente onde tons mestiços
sugerem vida em todo lugar,
apanham sonhos,colorem a brisa,
deixam sinais bordados no ar.

Quero te cantar na aurora,
antes até da explosão solar,
ouvir-te os pingos mansos nos telhados
como suave cantiga de ninar.

Sorver-te lenta, mágica e docemente
quando a sede vieres me aplacar,
sentir teu toque me roçando o corpo,
feito carícia em noite de luar.

Quero te cantar nas fontes
quando os salmões voltarem pra dançar,
seguir-te livre no ventre da terra 
que fertilizas pra frutificar.

Trilhar teu curso nos poros, nas veias
que percorrem meu corpo, devagar,
e te cuidar nos rios, nos lagos, nascentes,
pra ter certeza de que não vais faltar.

Basilina Pereira

Ereni Wink - Foto = RIO



Ereni Wink
RIO 




Fugi da cidade grande
Selva cinzenta
Nas margens de um grande rio
Em paz com a natureza



Repouso meu pensamento
Deixo-me assim ficar
Dispersa...
Ouvindo o silencio
O som da natureza 
Embala meus sonhos
Repouso em ti meu cansaço
Rio de águas cristalinas,
Onde a natureza se espelha.


Florianópolis 22/08/2012
Ereni Wink

Aníbal Bastos - Tema = ÁGUAS




Aníbal Bastos
ÁGUAS




Também nos olhos tem os três estados,
Por acção do efeito das emoções,
Alternando-se conforme as situações:
Entre líquidos, gasosos e gelados!

Normalmente os líquidos são salgados,
Tanto de alegria, como desilusões!
Os nascidos do ódio e de traições:
São gelados, gasosos, mas não molhados!

Os estados da água definidos,
Demonstram através de cada olhar,
Sentimentos que julgamos escondidos!

Como na vida, nem tudo são mágoas,
A alegria faz também o Sol brilhar,
Nos olhos que os fazem verter águas!

A. Bastos (Júnior)

Mô Schnepfleitner - Foto = CONTEMPLAÇÃO



Mô Schnepfleitner
Contemplação



Cá estou a olhar
com vagar
para as águas
deste rio 
que corre 
silencioso 
como meu pensar...

Momentos existem
nesta vida
de pura contemplação
Nada a dizer
nada a combater
só deixar fluir a emoção.

Apenas olhar
e se deslumbrar
com o que a natureza
tem a nos falar.

Mô Schnepfleitner
22/08/2012

Ligia Shlochmann - Tema = Águas (ÁGUAS PROFUNDAS)




Ligia Shlochmann
ÁGUAS PROFUNDAS




Águas Profundas
quão seus olhos
que mergulha
em qualquer 
parte do mundo,
trazendo a tona
a beleza de um 
amor fecundo.

inverno/agosto/2012
Ligia Shlochmann.

Keyla Alves Fernandes - Tema = Águas (MINHAS ÁGUAS)




Keyla Alves Fernandes
MINHAS ÁGUAS




Águas da minha vida
venha me envolver
na corrente da energia
mágica mãe natureza...

Esse som ao amanhecer
é um canto de harmonia
tom da esperança
cristalina é a lembrança...

Renove o meu pensar 
dê motivo ao meu viver 
fortaleça o meu ar
me envolva totalmente
como um bem querer...

Keyla Alves Fernandes

Carlos Menino Beija-flor - Tema = Águas (EU... UM RIO)


Carlos Menino Beija-flor
EU... UM RIO



Como um rio de águas turvas
vou fazendo minhas curvas
sabendo aonde posso chegar
contornando as montanhas dessa vida,
não sou tão grande,
mas ajudo a compor o mar.
Também não sou pequeno, sou intenso
Sou o que falo, o que ando, o que penso
Sou minha lógica, minha ciência
Sou o que sou, sem excessos ou deficiências
sou o que sou na minha própria medida.
Se às vezes transbordo é por emoção demais
que me fazem sentir tão rapaz.
Às vezes cristalino, às vezes manchado
pelo lodo, pelas lamas dessa vida
mas um rio teimoso, nem por isso deixa de navegar.
Às vezes silencioso, às vezes caudaloso
assim é o meu leito, meu peito
sinuoso, insinuante, insinuado
beijando flores pelo caminho
e das que não tiverem brotado me deixando sozinho,
não levo mágoas
transformo minhas lágrimas em novas águas
que me fazem recomeçar,
um rio torto, mas não morto
que nasce filete d’água
mas, ousa ver o mar.


Angela Mendes - Tema = Águas (RIO e MAR)



Angela Mendes
RIO E MAR



Quando ao teu lado estou
sou água do riacho, cristalina,
que corre como criança travessa
pela campina...
Se você me beija
me torno cascata,
em névoas sobejas
como um véu de noiva
na mata...
E serpenteando vou
em busca do teu mar...
Quando me aninho no teu peito
sou água calma de um lago,
apenas eriçada pelo vento
e ouço tua voz 
a sussurrar segredos
num lamento...
Se me fala de amor
sou água da fonte,
ressurgindo entre as pedras,
borbulhando a vida,
atrevida...
Colada ao teu corpo
sou rio de águas límpidas,
em curvas sinuosas
desço e me enlaço
nos teus braços...
E minha água doce
busca ansiosa o teu mar
e ali, nesse encontro,
na espuma do teu regaço
me desfaço...

ângela mendes, 22/08/2012.

Carlos Menino Beija-flor - Foto = AONDE VAMOS?


Carlos Menino Beija-flor
AONDE VAMOS?



Aonde vamos...
se nem sabemos onde pisamos?
Com esse medo disfarçado de coragem
e essa correria desenfreada
só para bater de frente com o muro?

Aonde vamos...
se nem sabemos pular o muro
que pode revelar o futuro?
E olha que o futuro não é tão distante,
pode ser o próximo segundo.
Mas,você não vê
acha que precisa seguir o mundo.
Aonde vamos...
tão surdos, tão cegos, tão mudos?
Não fazemos nada e queremos tudo.

Aonde vamos...
Com esse “SER OU NÃO SER,EIS A QUESTÃO”
Se nem sabemos o que é SER?
Saber ser é a minha questão.

Aonde vamos com esses slogans de paz
se por dentro dizemos “tanto faz”?
Com sorrisos amarelos de Pilatos modernos?

Aonde vamos...
se brigamos por tudo ,com tal afã,
e de manhã damos risada
jogando no lixo por quase nada?
Cuidado!O relógio acorda, mas não desperta.
A vida procura e você não oferta.
Não vou pegar esse elevador.
Essa Torre de Babel
não vai alcançar o que eu chamo de céu.


Água nossa de cada dia




Ereni Wink



Água fonte de vida
Água esperança
Água que mata a sede
Água que molha a planta.

Água que brota da terra
Água que sai do chão
Água que molha o trigo
Trigo que faz o pão.

Água que sangra das pedras
Água que vem da natureza
Água que nos dá alegria
Água que revigora a beleza.

Água que rola da serra
Água que jorra do chão
Água que enche rios
Água que transborda ribeirões.

Água que enche lagos
Água que enche lagoas
Água que corre para o mar
Água que corre á toa.

Água que move moinhos
Água que faz girar
Água que não descansa
Água que faz navegar.

Água nossa de cada dia
Água que nos dá energia
Água que nos dá calor
Água que nos procria.

Água de cada dia
Água da nascente
Água que cria a gente
Água que nos faz respirar

Água que sai da terra
Água que sai do ventre das matas
Que cai das cascatas.

Água fonte de vida
Água que brota dos córregos
Água que jamais voltará
Água nossa de cada dia.

de Maria da Conceição do Amparo
Ipiaú


Fragilidade



Mô Schnepfleitner




Teu nome nas águas
tão fundas, tão grandes
perde-se na espuma,
castelo de instantes.

No aço azul da noite
teu firme retrato
acorda entre nuvens
já desbaratado.

A sorte da pedra
é tornar-se areia.
Mas quem não soluça
pensando em teu rosto
reduzido a poeira…

Cecília Meireles

Você faz parte daqui