PROSAS EM VERSOS

SER POETA, É SENTIR AFLORAR DA PELE SENSIBILIDADE, É OUVIR O GRITO DOS QUE NADA DISSERAM, É VER POR UMA GAMA DE CORES INVISÍVEIS À MACROSCÓPICA VISÃO DOS INSENSÍVEIS, É PENETRAR IMPIEDOSAMENTE À ALMA HUMANA.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

FÁTIMA - Prosas do Tema = ORGULHO




Fátima Custódio




Falei ao meu orgulho
E eis o que me respondeu:
-Cala-te. Tu não sabes
Que o orgulho
É sentimento complicado?

Falei ao meu orgulho
E agora
Não há lápis 
Que o escreva
Nem fósforo 
Que o acenda
Nem lume
Que o apague.

A noite parte-se
Em duas metades
Uma feita de orgulho
A outra feita de nada.
Um nada, ilimitado!

E o orgulho é em mim
Uma força que se estende
Para além dos meus limites.
Porém, na confiança
Que este orgulho que sinto 
É a minha dignidade,
Um orgulho muito meu
Que me faz andar em pé!

Fátima Custódio
11/04/2012


JOAQUIM - Prosas do Tema = ORGULHO




Joaquim Rodrigues




Orgulho...
Esse pecado capital...
Que te arrasta ao rancor...
E muita vezes fatal...
Orgulho...
Sentimento difícil...
De simular...
De grandes amigos...
Em grandes inimigos...
Se podem tornar...
Odeio orgulho infantil..
Deixa de ser quem tu...
Queres ser...
Fecha as portas...
E vira a pagina..
O amor sozinho...
Não tem força...
Com orgulho...
Eu aprendi...
Que ouvir os outros
É o melhor remédio...
E o pior veneno...
Com orgulho...
Nunca chegamos...
A conhecer...
A pessoa de verdade...
E passamos...
Toda a nossa vida...
A conhecermo-nos..
A nós mesmo...
Deixa pra trás...
O orgulho...
E transforma-te...
Em alguém!..
Deixa as pessoas te ver...
Como realmente és...
Doce,e solta...
Leve, e feliz...
Muito feliz...
Mas sem pecado...

Joaquim Rodrigues...

ZINA - Prosas do Tema = ORGULHO






Zina de Miranda





Que palavra mal usada essa ORGULHO

Pessoas se afastam por tão pouco.As fez por bobagem por orgulho.
De pedir desculpa de dizer eu errei....
Nossa vida é tão rápida para perder com bobagem.....
Que um dia vamos ver que estamos velhos e que perdemos muitas coisa por não falar me desculpe.Tudo por conta do ORGULHO

Então vamos fazer as coisas sem medo de errar. Pq tem uma palavra que falada sinceramente e sem ORGULHO e que sela a paz entre nós é a DESCULPA

DAISI - Prosas do Tema = ORGULHO




Daisi Oliveira de Souza
Bicho de sete cabeças




Para alguns, Bicho papão,
Alimenta-se do próprio vilão.
Para outros, Bicho tinhoso,
Realizando tudo com esforço.
Há quem diga que é o Bicho de pé,
Apesar das quedas, sempre cai em pé.
Atende também por Bicho preguiça, 
Em seu ritmo...Sempre vislumbrando a conquista
Para mim é o Bicho de sete cabeças,
O orgulho desmedido assina sua própria sentença.

(Daisi Oliveira de Souza)

SALETE - Prosas do tema = ORGULHO



Maria Salete Ariozi




A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, 
embora as palavras sejam frequentemente
usadas como sinônimos. 
Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. 
O orgulho relaciona-se mais com a opinião que 
temos de nós mesmos.
A vaidade, com o que desejaríamos que os outros 
pensassem de nós.

Jane Austen

PATRÍCIA - Prosas do Tema = ORGULHO


Patricia Neme
 ME ORGULHO DE MIM!





Até que venha a morte, eu não me curvo
ante as inconsequências dos palpites,
de quem vê o mundo hostil, amaro e turvo...
E à prepotência não impõe limites.

Até que venha a morte, eu não permito,
que veleidades ousem me calar;
meu pensamento é próprio e não admito,
quem me pretenda o canto, sufocar.

Ninguém detém os versos de minh’alma,
ninguém me rouba a voz, a garra, a calma...
Ninguém domina a força de quem sou.

Me orgulho do caminho percorrido,
foi árduo, mas também, foi bem vivido...
E Deus... Mesmo eu errando, me guardou!

- Patricia Neme -

LIGIA SHLOCHMANN




Ligia Shlochmann
ORGULHO




ORGULHO, QUE ORGULHO, JÁ NÃO O TENHO A MUITO ELE FOI EMBORA, SEM PEDIR LICENÇA. DEU LUGAR A TOLERÂNCIA, A PACIÊNCIA, A HUMILDADE, AO AMOR.
RENÚNCIAS QUANTAS RENUNCIAS, EM NOME DA PAZ E HUMILDADE, SEM AMOR PRÓPRIO, COM AMOR AO PRÓXIMO, RENUNCIAR SEMPRE RENUNCIAR, ASSIM ME SENTIA FELIZ. QUANDO ME DEI CONTA, NÃO ERA FELIZ.
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO, COM MAIS LUCIDEZ E TRANSPARÊNCIA, ENTENDI QUE EMBORA, CONTRARIANDO AS SAGRADAS ESCRITURAS, DEVERIA TER UMA PONTA DE ORGULHO, ME AMAR, NÃO SER TÃO TOLERANTE, HUMILDE E RENUNCIAR EM NOME DO AMOR E TORNAREM AS PESSOAS FELIZES, QUANDO PERCEBI ESTAVA SÓ, ELES CRESCERAM FORAM EMBORA, O COMPANHEIRO É MESMO QUE NÃO TE-LO DE TÃO DISTANTE COLOCOU SUA EXISTÊNCIA PRÓXIMA, MAS LONGE DE MIM.

DEPOIS DE QUARENTA ANOS RESOLVI USAR UM POUCO DO AMOR PRÓPRIO NADA MAIS É QUE O ORGULHO EM DOSES HOMEOPÁTICAS E ME RECONHECER COMO GENTE, COMO SER HUMANO E PRINCIPALMENTE COMO MULHER.....MULHER... COM MUITO ORGULHO.

BETH CZM - Prosas do Tema = ORGULHO




Beth Czm




O Orgulho embora seja usado como sinônimo da vaidade, tem um significado diferente.
Vejo como orgulho, o reflexo positivo das nossas atitudes, uma opinião sobre nossa pessoa ou de alguém, motivo ao qual leva a sensação de admiração .
A vaidade porém é a imagem deturpada do orgulho, reflexo do “eu” adicionado ao que queremos que outros pensem sobre nós...

SALETE - Prosas do tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi
Missão




Tenho em minhas mãos neste momento, 
Sem que exista uma razão, esta missão...
Se, poetizando ou não, não me importo!

Também esclareço:
Não sou missionária,
Não quero seu dinheiro, em forma de dízimos. 
Tão pouco sou santa, ou esteja fazendo
Alguma pregação religiosa. 

Desejo apenas cumprir um apelo, 
Que meu coração neste instante faz.

Veio por meio de lembranças de minha infância,
Ensinamentos que hoje, foram por mim revistos.
Por tantos passam despercebidos, e nos conformamos.
Chamamos, ou achamos tudo, meras banalidades ! 

São atitudes no cotidiano, que sem as nossas devidas
Observações ou, vigílias, deixamos vícios crescerem.
Verdadeiras corrosões em nossas almas !
Que para sempre, deixará marcas de uma destruição ! 

Vamos relembrar então... que lá no passado, 
Onde nossa “santa inocência,” fazia morada,
E com tamanha pureza aceitava, tendo um
Coração puro, fiel, a um Deus que respeitava.

“OS SETE PECADOS CAPITAIS” 

Somos o que somos hoje, ou o que queríamos ser... 
Somos seres capazes de modificações extremas,
Se quisermos com determinação, amor em si próprio,
Ao semelhante nosso irmão, praticarmos o bem,
Com Amor no coração, não visando a quem.

“OS SETE PECADOS CAPITAIS”

1 - A IRA: Tem como sinônimos a raiva, 
A cólera, agressividade exagerada.

2 - A GULA: No sentido literal, gula é o excesso 
no comer e no beber.

3 - A INVEJA: É o desgosto ou pesar pelos bens do outro,
A dificuldade de admirar o outro, 
Sentimento de injustiça.

4 – O ORGULHO ou SOBERBA: É o brio, a altivez, a soberba. 
É a sensação, de que "Eu sou melhor que os 
Outros."
Por algum motivo, isto leva a ter uma imagem de si
inflada, aumentada,não correspondendo a realidade.
Surge com isso a necessidade de aparecer,de ser
visto, passando inclusive, por cima de padrões
éticos e vendo os outros colaboradores ou colegas 
minimizados.
Podemos criar a imagem de “pavões” relacionando-se
numa empresa, o que certamente, trás 
resultados desastrosos.
Podemos citar o exemplo de gestores, que tomam 
determinadas decisões por questões de orgulho 
pessoal,ferindo muitas vezes as metas 
organizacionais, mas com o único objetivo de
dar vazão a este sentimento.

5 - A AVAREZA: Define-se como estar excessivamente apegado 
à alguma coisa, levando a um grande
medo de que possa faltar.

6 – A PREGUIÇA: É definida como aversão ao trabalho,
Negligência, ociosidade.

7 – A LUXÚRIA: É definida como uma impulsividade desenfreada,
Um prazer pelo excesso.


( Salete )


ANIBAL - Prosas do Tema = ORGULHO



Aníbal Bastos
ORGULHO





Sentimento de altivez,
Filho de uma casta nobre!
Quer no rico quer no pobre,
Não aceita o talvez!
Mesmo com a vida ao revés,
As suas mágoas encobre!

Nos momentos glória,
Deverá ser temperado,
Entre o doce e o salgado!
E ter bem viva a memória,
Que consta na nossa história.
Muito orgulho humilhado!

Quando o orgulho é ferido,
Amargura os corações,
Matando-lhe as ilusões;
Ficando até convencido
Que a vida não tem sentido
E não aceita razões!

Orgulho desmesurado,
Que havia no nosso peito,
Foi por nosso querer eleito
Que fez do nosso passado,
Um viver amargurado,
Até hoje nunca desfeito!

O orgulho tem muito valor,
Quando a honra defende,
Se com isso não pretende,
Ser julgado vencedor,
Nas quezílias do amor,
Ou outras que não entende!

Sem ser maior, nem menor,
Para mim há um preferido
E com ele tenho vivido;
Assumido com rigor:
-Humilde quando vencedor,
Altivo quando vencido!

A. Bastos (Júnior)

SALETE - Prosas do tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi





Se não puderes ser um pinheiro, no topo de uma colina,
Sê um arbusto no vale mas sê
O melhor arbusto à margem do regato.
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva
E dá alegria a algum caminho.

Se não puderes ser uma estrada,
Sê apenas uma senda,
Se não puderes ser o Sol, sê uma estrela.
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso...
Mas sê o melhor no que quer que sejas.

Pablo Neruda

BASILINA - Prosas do Tema = ORGULHO




Basilina Divina Pereira
ORGULHO




Convivo com ele,
em respeito absoluto.
Sua predominância é controversa:
por vezes é minha âncora, por outras...
(o tempo da queda).
Não vou me deportar, só porque
carrego o vento a tiracolo:
nasci sob o manto das estrelas
e quero o seu brilho, a sua luz (impregnada)
nas raízes dos meus versos.
Tento aparar os espinhos e as arestas de maior alcance,
o resto protejo nas sombras: a diferença
entre a falta e o excesso está na proporção.

Basilina Pereira

SALETE - Prosa do Tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi
MEU ORGULHO 

Dedico ao meu filho: Guilherme Arthur.



Sinto que meu ser nunca reclama
Diante da tamanha façanha,
De ter podido em minhas entranhas
Uma nova vida gerar !

Todas nossas esperanças sonhadas,
Que esta criança pudesse encantar,
Trouxe-nos o brilho do luar, 
Para nossas vidas alegrar.

Próprio da mulher em gerar,
Todas as graças devo dar,
Ter nas mãos a sublime missão,
Com este novo ser, a terra povoar.

Entre tantas facetas que a vida,
Nos apresenta, onde cada um sente,
Ou não, as maiores, menores razões, 
Que marcam nossas existências.

É Orgulho em minh’alma que fica.
Felicidade que posso, em versos cantar.
A confiança de Deus em me deixar,
Essa criatura linda, para o mundo habitar.

((Salete))

ANGELA - Prosas do Tema = ORGULHO


Angela Mendes
MEU ORGULHO



Nasci numa família humilde 
de pai agricultor
de mãe muito dedicada,
mas nunca faltou amor
nessa família abençoada.
Fui educada com sete irmãos
sem ter muitos brinquedos,
mas havia muita afeição
e inventávamos os folguedos.
Brincávamos de esconde-esconde,
de ciranda e de casinha...
Se não houvesse bola
fazíamos uma peteca
e seguíamos nossa vidinha...
Se alguém fazia arte
o castigo logo vinha
E assim com rigidez fui educada 
nem por isso sou traumatizada!
Moldei meu caráter cedo,
com exemplos e sem medo.
Hoje, adulta, olho o meu passado
e só tenho orgulho em dizer:

-Queridos pais, meu obrigado,
ensinaram-me a VIVER!
(Ângela Mendes)

SALETE - Prosas do Tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi
Orgulho de ser Poeta




“Dizem que é brega ser Poeta.
Mas, como o mundo seria
Se acabasse a Poesia?

Melodias mudas
Guerras, lutas, silêncio....
E a dor do momento, apenas ais...

Mais, bem mais que isso!
Imagine um mundo sem riso,
Sem lágrimas, sem grito...

Um mundo sem eco
Um universo vazio...
Um rio seco, sem mar....

Jamais..Jamais acabem com a poesia...
Sejamos bregas com alegria.
E ser, com orgulho e satisfação,

Poetas dessa Nação!”

(Rose Felliciano)

SALETE - Prosas do tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi
Orgulho




O talento de um ser humano
muitas vezes o torna orgulhoso
este confunde aprendizado
com superioridade.

Não percebe que os outros
têm muito a lhe ensinar
pois se acha absoluto
e sua verdade deve imperar.

Esquece que tudo o que sabe
com outros também aprendeu
pois em suas experiências
ajuda teve também.

É triste a sua estrada
pois nada quer dividir
e caminhando notará
que sozinho vai estar.

É um solitário
infeliz e dissimulado
pois vive achando que dar
receber de volta, sempre precisarás.

Não revela seus sentimentos
acha que o melhor é ocultar
vive tentando disfarçar
e com astúcia enganar.

Se coloca em pedestal
achando ser o tal
mente, engana, pra ficar
sempre em primeiro lugar.

Amarilis Pazini Aires

SALETE Prosas do Tema = ORGULHO


Maria Salete Ariozi
Já não se encantarão




Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos,
já não se adoçará junto a ti a minha dor.

Mas para onde vá levarei o teu olhar
e para onde caminhes levarás a minha dor.

Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos
uma curva na rota por onde o amor passou.

Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame,
daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.

Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste.
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.

...Do teu coração me diz adeus uma criança.
E eu lhe digo adeus.

Pablo Neruda

SALETE - Prosas do Tema: ORGULHO


Maria Salete Ariozi
O ORGULHO





Existem dois tipos de ORGULHO.
Primeiro, o sentimento de satisfação de si próprio,
que é positivo, se não demasiado.
O outro, negativo, é aquele que coloca barreiras
entre nós e as outras pessoas.

É bom o sentimento de satisfação quando empreendemos
alguma coisa e vamos até o fim com vitória.
Sabemos que nos esforçamos e que valeu a pena.
A alegria interna que chega em forma de paz e serenidade,
a felicidade calma, nos recompensa de todo o possível
sofrimento da caminhada.
Bom estar feliz consigo mesmo, se dizer que se quis e
que se chegou lá.

Mas vejamos a outra face: o ORGULHO que nos impede de ir adiante.
Aquele sentimento que nos separa até das pessoas mais queridas.

Por orgulho não reconhecemos nossos erros.
Às vezes até reconhecemos em nós, interiormente,
com aquela dorzinha fina de ter que admitir ao menos
a si que se está errado, mas de lá a confessar a outros
é outra coisa. É duro.
Está em nós, mas não sai, nos bloqueia, paralisa nossas
palavras e nossas ações e seria preciso um esforço
sobrenatural para ter que admitir.

E por que não admitirmos, não pedimos perdão.
Preferimos viver com aquele sentimento angustiante
do que ter que nos rebaixar (seria se rebaixar realmente?)
a confessar que estamos errados.
Quanto tempo jogamos no lixo por causa disso!
Nunca passa pela nossa cabeça que muitas vezes quando
nos ajoelhamos estamos mais próximos de Deus.

Triste mesmo é quando nos feriram, nos pedem perdão e
ainda assim o orgulho nos prende.
Quando somos incapazes de fazer com que o amor fique mais
forte e maior que a mágoa.
Quando o negativo sobrepõe o positivo e ainda assim continuamos
na mesma posição, altivos e infelizes.
Infelizes sim, porque não é possível ser feliz com tanta infelicidade por dentro.

Há famílias onde existem pessoas que ficam anos sem se comunicar
porque um dia alguém fez alguma coisa que magoou o outro.
E cada um fica do seu lado, com sua razão, sozinho no seu direito de
estar certo e não dar o braço a torcer.
Cada qual está atado ao seu orgulho e carrega isso até a morte,
onde geralmente se pergunta se não deveria ter agido de outra forma.
Mas então já é tarde...

Não teria todo mundo direito ao erro?
Somos nós assim tão perfeitos para julgar e condenar os que
falharam em alguma coisa?

Quem nunca precisou de perdão?
Quem caminhou sempre em linha reta, sem ter tropeçado uma vez
ou outra nas estradas da vida?

Não vale a pena deixar de falar com as pessoas porque nos magoaram,
não vale a pena não reconhecer nossos erros por medo de humilhação.
Não vale a pena deixar de ir a algum lugar porque fulano ou ciclano vai
estar presente.
Não vale a pena deixar o orgulho dominar nosso eu.

Não vale a pena deixar de viver enquanto vivemos.
De bem com a vida, consigo, com o mundo... de bem com todos!

É preciso liberar-se do orgulho que impede de viver.
Os pássaros que são livres voam muito mais alto e vêm mais beleza
do que os que ficam presos.
E eles cantam mais!!!

Sem fardos caminhamos mais facilmente e com certeza seremos
capazes de ir muito mais além.

Letícia Thompson

ANGELA -Prosas do Tema - ORGULHO


Angela Mendes
Ensaio de adeus




Acho triste como há pessoas
Que chegam como se vão,
No invólucro do mau.

Sem o toque da humanidade.
Alma seca e inveja sebosa.
Desespero de ser e ter.
Buscando o espelho, espelho meu:
"Quem será mais isso ou aquilo do que eu?"
Tramando e urdindo vanglórias
Com sorrisos angelicais dissimulados.
Deixando o ar pesado e negro.
Quando na vida tudo é transitório,
E só os humildes serão exaltados,
Como nos falou o Criador.

Acho triste como há pessoas
Que se vão e não deixaram
Recordações que alegram a alma.

Elza Maria G. Torres

Quando o teu amor se foi embora



Jose Carlos Ribeiro




Quando o teu amor se foi,
Venho a escuridão para me acompanhar,
Fiquei triste,sozinha,
E toda a noite a pensar.

A pensar no amor perdido ,
e que fazer para reconquistar,
Um dia fomos felizes ,
Agora sou escura e perdida no meu pensar.

Devo me esconder profunda
aonde os mortos tem todo o prazer,
Nao prefiro mostrar a lua e as estrelas,
e que tu moras ainda no meu peito.

Se tu nao me queres mais,,
Meu coração ficará triste,
Chorarei lágrimas de sangue até nao puder mais,
mas o meu amor por ti jamais acabará.

(eu amo-te para sempre)

Sabrina Ferreira

Não Renuncio




Jorge Morais




não
não renuncio deixar
de ser primata
enquanto houver
exploração
neste planeta

não
não renuncio deixar
de ser primata
enquanto houver
neste planeta
quem faça turismo
da miséria dos outros

não
não renuncio deixar
de ser primata
enquanto houver
nesta planeta
quem durma
nos caminhos

não
não renuncio deixar
de ser primata
enquanto não houver
amor neste planeta

não
não renuncio deixar
de ser primata
enquanto houver
primatas neste planeta

não
não quero deixar
de ser primata

jorge morais

Ela



Lúcinha Santos




Ela ?
é bem assim
como os raios do sol
aquecem-me no dia
Durante a noite, iluminam a lua
Ela ?
é bem asssim
como a breve brisa
Não se v~e , nem se cheira, mas dá pra sentir

Ela ?
é bem assim
como um ser divino
não se tem certeza de onde está
mas sabemos que se encontra aqui
Ela ?
é bem assim como morfina
não passa a dor mas a engana
e me faz nada sentir

Ela ?
é bem assim
como as ondas do mar
Enquanto volta uma, a outra vai
remexendo grãos de areia
percorrendo minhas veias
uma entra e a outra sai
Ela ?
é realmente bem assim
acima do bem e do mau
por isso não a chamo pelo nome
utilizo apenas algumas letras
nada muito universal
Por que ela é assim
uito mais que especial

Claudio Caldas Faria
in 'ECOS & REFLEXOS"

As Palavras


Angela Mendes


Cristina Correia

As palavras que me procuram,
São nascente de água cristalina,
Ganhando leito… como um rio,
Corrente serena rumo ao mar…
Desbravando esta floresta densa,
Que me esconde a alma!

Já não há palavras,
Gastei-as no teu nome,
Em noites que te pensei,
Sombrias… sem luar!
Em dias que te toquei ,
Na invisibilidade de ser!

Eras nuvem deslizante,
Presa na minha estrela…

Já não há palavras…
Deixei-as partir… uma a uma!

Nosso tempo


Ereni Wink

 Autoria: Matheus Tot's





Tempo, inexplicável
Tempo
Parece palpável

Este, já nos uniu
Através de laços
E abraços

Tempo, relativo e confuso
Muito as vezes, pouco em outras
Obscuro

Lembranças trás o tempo
Que não se conta nos ponteiros
Não se contam deste jeito

Lembranças de alguém, hoje longe
Ontem perto
Amanhã, quem sabe?

Tempo safado
Não me dá tempo, de escrever a ti
Tudo quero
Tudo que lhe quero

Tempo, hoje comigo, brigado
Que não me dá tempo
Todo tempo do mundo
De ficar só do seu lado


Filosofando


Angela Mendes





- Interessante!... Aquele passarinho
que pelo espaço imenso, incerto, adeja,
não tem nada
porque nada deseja,
e no entanto tem tudo:

- a terra verde é sua...
- o céu azul é seu...

- interessante!... Aquele passarinho
tem muito mais do que eu

J.G.de Araújo Jorge.

Sou



Maria Salete Ariozi




Sou a luz que brilha,
Em sua alma colorida,
Bailando na música da vida.

Sou o reflexo da sua energia,
Ignorando a escuridão,
Espalhando sua magia.

Sou o segredo de seu olhar,
Quebrando toda indiferença,
Mostrando que é possível amar.

Sou o início e o fim da corrente,
Entrelaçada pelo amor e a esperança,
Que a tudo pode resistir.

Sou seu desejo e sua realização,
Vagando silenciosamente,
Entre os que não percebem nossa emoção.

(Alberto Leal )

Escondido



Maria Salete Ariozi




Estou em seus sentimentos,
Dentro da sua fortaleza,
Em contato com mares e montanhas do seu mundo,
Vendo o que nem você consegue ver.

Tiro-te a razão,
Iludo-te com a emoção,
Dou-te o mundo e te tiro o chão.

Não importa o que você possa fazer,
Não importa quem eu possa magoar,
Quero te dominar, te estraçalhar e te recriar,
Com tudo que você possa sentir,
Com tudo que você pode amar.

Até o último suspiro chegar,
Não adianta resistir,
Na essência do seu ser,
Eu jamais vou parar,
Sempre vou te surpreender.

(Alberto Leal )

Você faz parte daqui